Foto: Douglas Soares

De olho no ceú: moradores da região registram a Superlua Além de visualmente 14% maior, a lua estava 30% mais brilhante; fenômeno acontecerá novamente no dia 8 de abril

Além de visualmente 14% maior, a lua estava 30% mais brilhante; fenômeno acontecerá novamente no dia 8 de abril

Foto: Reprodução/Instagram/Gorilla Burger

O tempo contribuiu para a observação da Superlua nesta segunda-feira (09/03). O ‘satélite natural da terra’ estava a cerca de 357.122 km da Terra, sendo que a distância média entre os dois é de 384.403 km. Além de visualmente 14% maior, a lua cheia estava 30% mais brilhante. Além de atrair olhares, o fenômeno também atraiu as lentes e foi fotografado por moradores na região. A imagem da capa foi registrada pelo Douglas Soares, em São Fidélis, Norte Fluminense. Em outras redes sociais, internautas também publicaram fotos da Superlua, que roubou a cena.

Foto: Reprodução/ Instagram

O fenômeno da Superlua ocorre quando a Lua está cheia ao mesmo tempo em que está no ponto mais próximo da Terra em sua órbita, chamado de perigeu. Ele acontece cerca de quatro vezes no ano, e deve voltar a se repetir no dia 8 de abril e no dia 7 de maio de 2020. A desta segunda foi chamada de “worm moon” ou “superlua de minhoca”. O nome se refere a lua cheia que surge em março, período em que o inverno está terminando no hemisfério norte. Com isso, as minhocas começam a reaparecer no solo.

Mais do SFn