sexta-feira , 14 dezembro 2018

Defesa Civil dá dicas para se proteger durante temporais Com medidas simples, moradores podem evitar acidentes e preservar seu bem maior, a vida

Com medidas simples, moradores podem evitar acidentes e preservar seu bem maior, a vida

Fotos: SF Notícias

O verão é marcado por mudanças repentinas no tempo. Neste período, são registrados fortes temporais, acompanhados de raios e rajadas de vento que provocam diversos transtornos como alagamentos e deslizamentos.

Para evitar os transtornos, a população pode seguir alguns procedimentos. Em entrevista ao SF Notícias, o Secretário de Defesa Civil de Nova Friburgo, João Paulo Mori, deu algumas dicas preventivas. Confira:

 Alagamentos
“Não é recomendado entrar na água, principalmente porque pode cair em um buraco, tem fiação, tem lixo, sem contar a leptospirose. Então a recomendação é evitar passar por zona que sofreu alagamento” – disse.

Já de carro, se a pessoa quiser passar, é preciso verificar se a água está até o meio da roda. “Se atingir a metade da roda ela não deve passar, deve evitar porque nesse nível já começa a ficar perigoso”.

Vendaval 
Quando a chuva vem acompanhada de vento forte, é preciso se proteger e evitar alguns locais. “Nunca embaixo de árvores, por dois motivos, primeiro queda de galhos e segundo por causa de raios”. Segundo Mori, a recomendação é se abrigar em uma residência ou outra construção segura.

Permanecer dentro de casa, se a residência não estiver em área de risco, é o mais indicado. O secretário ressalta que em Friburgo os moradores contam com pontos de apoio, para caso se sintam em risco possam se deslocar e ficar seguros até a passagem do temporal.

Dentro de casa

Mori afirma que os moradores devem acompanhar os avisos da Defesa Civil para poder proteger os seus bens. Em Friburgo os moradores recebem um SMS e preventivamente podem tentar proteger os bens, levantando ou colocando no andar de cima, por exemplo.

Outra preocupação são as áreas de risco. Muitos moradores dessas áreas insistem em ficar em casa e alguns não dão importância ao surgimento de rachaduras em muros e paredes. “Nós temos várias casas aqui em Friburgo que as pessoas mesmo sabendo que está morando em área de risco prefere permanecer. É muito comum as pessoas idosas também se recusarem” – contou Mori. Nestes momentos é preciso lembrar que a vida é mais importante que bens materiais.

Raios 

Foto: reprodução

Na região as cidades que mais registram descargas elétricas são Laje do Muriaé, Bom Jardim, Friburgo, Miracema, Cordeiro e Cambuci. O Sul do Rio concentra a maior incidência de raios, lá já houve registros de mortes. “Tudo que é pontudo atrai o raio. Em campo aberto o ideal é ficar deitado e esperar a tempestade passar, não ir para baixo de árvores e procurar um abrigo seguro” – disse Mori.

Evitar caminhar próximo à linha férrea, evitar nadar, se afastar de estruturas metálicas, não ficar perto de tomadas e não usar aparelhos elétricos são outras indicações para prevenir acidentes.

Avisos da Defesa Civil 

Em dezembro de 2017,  a Defesa Civil lançou o serviço de alerta de risco por SMS. O usuário cadastrado recebe direto no celular avisos sobre alagamentos, deslizamentos e outros desastres. Basta enviar o CEP para o número 40199 e o órgão enviará orientações.


Mais do SFn