sexta-feira , 18 agosto 2017
Foto: Júlio Ettore/RBS TV

Delegados da Polícia Federal do Rio são mortos a tiros Um deles era responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato

Um deles era responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato

Um dos delegados investigava o acidente aéreo com o ministro

Dois delegados da Polícia Federal do Rio de Janeiro foram mortos a tiros na madrugada desta quarta-feira (31/05) em uma casa noturna, em  Florianópolis. Entre eles está Adriano Antonio Soares, responsável pela investigação do acidente aéreo que causou a morte do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato, em Angra dos Reis. A outra vítima era Elias Escobar, que foi delegado em Volta Redonda por dois anos.

De acordo com a polícia, os dois estavam em uma casa noturna, no bairro Estreito, quando ocorreu um desentendimento entre frequentadores e tiroteio por volta das 2h. Os policiais federais não estavam em serviço. Um deles morreu no local e outro no hospital. Uma terceira pessoa foi baleada. Ela seria um dos envolvidos no desentendimento.

De acordo com a Polícia Militar de Florianópolis, por volta das 5h30, um veículo passou em frente a unidade de saúde atirando, mas ninguém ficou ferido. A Polícia Federal informou que os dois delegados estavam em Florianópolis fazendo um curso.


Mais do SFn

SFn