segunda-feira , 18 dezembro 2017

Deputados eleitos com votos de moradores da região votaram a favor da soltura de políticos presos Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi foram preso pela Polícia Federal na operação "Cadeia Velha", mas soltos pelos deputados "amigos"

Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi foram preso pela Polícia Federal na operação "Cadeia Velha", mas soltos pelos deputados "amigos"

Fotos: reprodução

Acusados de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, os deputados estaduais Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, foram soltos menos de 24 horas após serem presos pela Polícia Federal na operação “Cadeia Velha”, graças aos 39 deputados do Rio que reverteram a decisão da Justiça e revogaram as prisões dos três parlamentares do PMDB.

Um dia antes o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) determinou, por unanimidade, a prisão preventiva do presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, do líder do governo na Casa, Edson Albertassi, e do deputado Paulo Melo, mas a votação realizada nesta sexta-feira, de forma urgente pelos deputados que interromperam a folga do feriado, colocou os três na rua.

Entre os deputados que votaram a favor, para revogar a prisão, estão Jair Bittencourt (Noroeste Fluminense), Geraldo Pudim (Campos), João Peixoto (Campos/São Francisco), que foram votados por moradores da região, além de Thiago Pampolha, que fez uma ampla campanha eleitoral em São Fidélis. Veja os deputados que votaram a favor na foto abaixo.


Mais do SFn