Diferente do 1º turno, votação é mais rápida neste segundo turno em São Fidélis No 1º turno, com o cadastro biométrico, longas filas se formaram

No 1º turno, com o cadastro biométrico, longas filas se formaram

Fotos: SF Notícias

Diferente do 1º turno das eleições, a votação deste domingo (dia 28) ocorre de forma tranquila e mais rápida, sem longas filas. No primeiro turno, além de votar em seis candidatos, o eleitor também precisava fazer o cadastro biométrico, uma forma que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) arrumou para evitar que o eleitor tenha que ir ao cartório eleitoral futuramente para fazer o cadastro.

A votação por biometria em São Fidélis e várias cidades do Estado do Rio está sendo feita graças ao convênio firmado entre o Detran e o TSE. Para viabilizar o aproveitamento do banco de dados do Detran-RJ, a Justiça Eleitoral realizou o batimento dessas informações (nome, filiação, números de identidade e CPF, entre outros dados biográficos) para verificar a compatibilidade, ou seja, se todas as informações estavam idênticas no cadastro eleitoral.

Segundo Fábio Gentil, chefe do cartório eleitoral de São Fidélis, a votação transcorre de forma tranquila. Nenhuma urna precisou ser trocada na cidade, mas de acordo com o TRE-RJ, até o momento, 201 urnas foram trocadas no Estado, sendo 108 na cidade do Rio.

Na “cidade poema”, o maior polo eleitoral é o Colégio Estadual de São Fidélis, onde quase 5 mil eleitores vão votar nas 23 seções. O segundo maior é o Barão de Macaúbas, segundo do Colégio Estadual Elvidio Costa. A Guarda Municipal faz o cerco nas ruas dos locais de votação, e a Polícia Militar faz a segurança.


Mais do SFn