segunda-feira , 25 setembro 2017

Dislipidemia x Alimentação

hdl-ldl

Denomina-se dislipidemia um distúrbio caracterizado pela presença excessiva ou anormal de colesterol e triglicérides no sangue. Esta anormalidade é causada em muitos casos devido a hábitos alimentares incorretos, dos quais estão inclusos o consumo de alimentos ricos em gorduras saturadas e trans, como também ao estilo de vida sedentário.

Como a dislipidemia é assintomática, ou seja, não apresenta sintomas, é muito importante realizar exames para medir as dosagens de colesterol e triglicérides periodicamente, para detectar a presença ou não de dislipidemia. O diagnóstico de dislipidemia é feito através da dosagem do colesterol total e suas frações.

Para evitar o aparecimento de dislipidemia é importante alimentar-se corretamente, evitando exagerar no consumo de alimentos gordurosos como o bacon, carnes vermelhas, embutidos, leites integrais, margarinas, manteigas, e outros produtos industrializados. O ideal é optar por uma dieta rica em verduras, legumes, frutas e carnes magras, beber dois litros de água por dia e praticar alguma atividade física. Além disto, deve-se evitar fumar e exagerar no consumo de bebidas alcoólicas.

 Modificações dietéticas para abaixar o colesterol sanguíneo:

A escolha dos alimentos que você consome e no preparo dos alimentos são importantes para ajudar a controlar o nível de colesterol total no sangue ou mantê-lo dentro dos parâmetros desejáveis.

Ao fazer compras:

– Carne bovina: escolha as que não tiverem gordura aparente ou peça que sejam removidas.

– Carne suína: prefira o lombo

– Aves: evite as partes que contenham pele ou partes onde seja possível de removê-la antes do preparo

– Inclua peixes na sua lista de compras: salmão, cavala, arenque, atum, sardinha, filé de pescada, badejo, linguado, garoupa, bacalhau

– Inclua frutas, verduras e cereais integrais e produtos à base de soja

– Troque a sessão de industrializados pela sessão de horti-fruti

– Tente excluir da sua lista de compras:  maionese, molhos para salada que sejam ricos em gordura, salgadinhos de pacote, bolachas recheadas e produtos de confeitaria como bolos recheados e pães com cremes, vísceras (coração, fígado, rim e miolo), bacon, creme de leite, enlatados, embutidos e comidas industrializadas congeladas

– Leia o rótulo dos alimentos: podemos aprender muito sobre a composição dos alimentos e a selecionar melhor o que consumimos pela prática da leitura dos rótulos das embalagens. Leia as informações sobre o conteúdo do total de gorduras, de gorduras saturadas, e calorias. Preste atenção no tamanho das porções e se informe sobre os ingredientes contidos na preparação.
Ao preparar os alimentos
– Cozinhe no vapor, grelhe, asse ou faça guisados, ensopados ao invés de frituras.

O MAIS IMPORTANTE NO TRATAMENTO DAS DISLIPIDEMIAS SÃO OS HÁBITOS SAUDÁVEIS DE VIDA COM DIETA SAUDÁVEL + ATIVIDADE FÍSICA REGULAR. SE NÃO CONSEGUIR COLOCAR OS NÍVEIS DOS SEUS LIPÍDIOS SOMENTE COM OS HÁBITOS SAUDÁVEIS DE VIDA, PROCURE UM NUTRICIONISTA!

 

 

GIZÉLE ANDRADE PIRES

NUTRICIONISTA

CRN-13100807


Mais do SFn

SFn