Economia na conta de luz: 210 escolas públicas do RJ vão ganhar painéis solares A iniciativa permitirá que toda economia gerada pelos painéis seja 100% revertida para as unidades de ensino pelos próximos 25 anos

A iniciativa permitirá que toda economia gerada pelos painéis seja 100% revertida para as unidades de ensino pelos próximos 25 anos

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), e o Rock in Rio instalarão 14.600 painéis solares em 210 escolas públicas. A iniciativa permitirá que toda economia gerada pelos equipamentos seja 100% revertida para as unidades de ensino pelos próximos 25 anos. Do total de painéis solares, 200 serão instalados pelo Governo do Estado e dez pela organização do Rock in Rio. Além de pioneiro no Brasil, o projeto “Rock in Rio Escola Solar” coloca o Rio de Janeiro na lista de cidades que utilizam tecnologia de ponta para otimização de resultados. “Fizemos essa parceria com o Roberto Medina para instalação dos painéis solares nas escolas estaduais com o objetivo de estimular a energia renovável, uma energia limpa. O Rock in Rio é nosso parceiro e está comprometido com o futuro das próximas gerações seja no empreendedorismo, na energia, na cultura, na diversidade e no diálogo”, destacou o governador Wilson Witzel.

A seleção das 210 escolas públicas que receberão os painéis solares será feita por meio de um concurso de redação com o tema “A mudança começa por você”. As unidades de ensino que mais se destacarem serão beneficiadas pelo projeto. Além disso, os 50 melhores textos ganharão um par de ingressos para o Rock in Rio 2021. “Este projeto pioneiro será muito importante, pois vai gerar economia e promoverá a sustentabilidade nas escolas públicas. Com essa proposta, em que inicialmente serão contempladas 210 escolas, mas que tende a crescer ao longo do ano que vem, geraremos uma economia imediata de 30% nas contas de luz, podendo chegar a até 50%, pois juntamente com a instalação dos painéis solares, a Seeduc trocará os equipamentos das escolas por eletrodomésticos de consumo mais baixo e, também, a iluminação atual por lâmpadas de led. Afinal, a energia solar é uma fonte limpa e renovável, inesgotável e que utiliza a radiação solar para gerar energia elétrica”, explicou o secretário de Estado de Educação, Pedro Fernandes.

Os painéis solares que serão instalados nas escolas captam a luz do sol e a convertem em energia elétrica por meio do chamado efeito fotovoltaico. “Estamos dando um grande passo que é dar para estas escolas a modernização com o que há de mais eficiente no mundo em energia. Além de ser um modelo sustentável no qual a verba destinada para o pagamento de contas de luz será revertida trazendo assim mais recursos para estas escolas. Estamos atendendo uma necessidade do presente pensando nas gerações futuras liderando uma transformação por meio da adoção de uma energia limpa e segura com o menor impacto ambiental. É um legado para o futuro que precisamos construir a partir de hoje”, disse Roberto Medina, presidente do Rock in Rio.

Mais do SFn