rio paraíba do sul setembro 2016

Em audiência, comissão da Alerj discute projetos para preservar Rio Paraíba do Sul

aqwertryuiopiop

Discutir os problemas e projetos para a preservação do Rio Paraíba do Sul, responsável pelo abastecimento de água de 85% do Grande Rio. Este é o objetivo da Comissão Especial da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) que realizou sua primeira audiência pública nesta quinta-feira (27/10). Participaram da reunião o coordenador do curso Engenharia Sanitária e Ambiental da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Adcto Ottoni, e o diretor-presidente da Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica (Agevap), André Luiz Marques.

Maior manancial do estado, vital para a agricultura e a indústri. Apesar de sua importância, o rio Paraíba do Sul tem ficado cada vez mais poluído pelo esgoto despejado pelos 184 municípios pelos quais passa nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

De acordo com o professor Adcto Ottoni, resolver o problema do saneamento é fundamental para a qualidade da água e é necessária uma gestão integrada da bacia, que vise melhor aplicação dos recursos econômicos e preservação do ambiente. “É preciso envolver as prefeituras, o Governo do Estado, e a população para buscar modelos de soluções que valorizem a bacia hidrográfica”, defendeu. Integração

Desde 2002, comitês representativos das diferentes áreas banhadas pela bacia nos três estados compõem a Agevap, que gere os recursos para aplicações destinadas pelo Plano de Ação Plurianual (PAP).Segundo o diretor-presidente da Agevap, André Luiz Marques, o Plano aponta as principais estratégias e ações para o melhor uso dos recursos naturais, discutindo soluções como o reflorestamento de áreas de transposição, o tratamento das águas e o controle de enchentes. O orçamento, no entanto, não seria suficiente para colocá-las em prática. “Os valores para a recuperação do Paraíba são muito altos e precisam se tornar uma política de Estado. Rio de Janeiro, São Paulo e Minas devem se articular politicamente para resolver essa questão”, declarou.

A Comissão

Presidida pelo deputado Dr. Julienelli (Rede), a comissão tem como foco contribuir, a partir das audiências, com projetos e propostas de políticas públicas para a defesa do rio. Para isso, os deputados pretendem trazer especialistas no tema. “Somos políticos, não técnicos, e precisamos elaborar políticas públicas pautadas na opinião e na experiência de quem conhece o rio Paraíba do Sul, o principal para o desenvolvimento do estado”, explicou. O deputado Bruno Dauaire (PR) também participou da reunião.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *