sexta-feira , 18 outubro 2019

Em depoimento, pastor nega promessa de ‘ressuscitar’ mulher de idoso por dinheiro em Pádua Segundo o delegado, ao ser questionado sobre a compra de arcas que somam mais de R$ 13 mil, o pastor disse que "dependendo da doação, o fiel é agraciado com a arca, que representa a aliança com Deus"

Segundo o delegado, ao ser questionado sobre a compra de arcas que somam mais de R$ 13 mil, o pastor disse que "dependendo da doação, o fiel é agraciado com a arca, que representa a aliança com Deus"

Fotos: SF Notícias

Prestou depoimento na última quarta-feira (25/09) o pastor que é investigado pelo crime de estelionato em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense. Segundo o delegado Dr. Vilson de Almeida, o pastor negou a promessa de ressurreição, e em relação às arcas compradas pela então vítima, disse que “dependendo da doação, o fiel é agraciado com a arca, que representa a aliança com Deus”. As investigações começaram após um inquérito ter sido instaurado na 136ª Delegacia Legal da cidade. De acordo com o delegado, familiares de um idoso, fiel da Igreja do pastor, procuraram a delegacia informando que ele teria prometido ressuscitar a mulher da então vítima, que morreu há cinco meses, e que o idoso, de 68 anos, que estaria em depressão, já teria pago uma grande quantidade de dinheiro ao pastor diante da promessa de milagre.

Ao SF Notícias, o delegado contou que o fiel teria comprado quatro “arcas milagrosas” pequenas no valor de R$ 500,00 cada, e outras duas grandes no valor de R$ 5.900 cada. Ainda de acordo com o delegado, depois das primeiras compras, o fiel disse que o pastor teria solicitado a compra de outros objetos prometendo a ressurreição. Ao saberem do acontecido, familiares procuraram a delegacia. O delegado informou ainda que foram apreendidas quatro arcas – duas pequenas e duas grandes – compradas pelo fiel. O material foi encaminhado para a perícia. Novas testemunhas devem ser ouvidas nos próximos dias.

Mais do SFn