sábado , 10 dezembro 2016
fundo de pensão 2

Em dívida com o Fundo de Previdência dos Servidores, prefeito de São Fidélis pode ser afastado do cargo

funsão documento 4
Fotos: SFnotícias

O prefeito de São Fidélis, Luiz Fenemê, pode ser afastado do cargo por causa de uma dívida da prefeitura com o Fundo Municipal de Previdência dos Servidores Municipais (Fundão). A dívida veio à tona após o então presidente do Fundão, Denis de Freitas Botelho, enviar um ofício para o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais no último dia 15.

Segundo o documento, a Prefeitura Municipal de São Fidélis não repassa a parte patronal ao fundo desde outubro de 2014. Também estão em atraso o reparcelamento da dívida previdenciária, firmado em agosto de 2009, e o parcelamento, firmado em abril de 2013. O valor total da dívida seria de aproximadamente R$ 108 milhões. Denis pediu afastamento do cargo por motivos administrativos e de saúde a partir do dia 18.

De acordo com o atual presidente do sindicato, Hélio Alves Silva, foi protocolada uma ação contra o prefeito por improbidade administrativa no núcleo de Tutela Coletiva do Ministério Público de Campos na manhã desta terça-feira (26/04). sindicato rNa ação, o sindicato pede que a prefeitura seja investigada e que o prefeito, Luis Carlos Fernandes Fratane, o Fenemê, seja afastado até o término das investigações, além do bloqueio imediato das contas referentes ao Fundão, de aproximadamente R$ 10 milhões, para que não ocorra mais nenhum prejuízo aos servidores públicos.

– Queremos que seja investigado para onde foi esse dinheiro e por qual motivo não chegou ao Fundão – disse o presidente do sindicato.

Em conversa anterior com o SFnotícias, Denis já havia confirmado a dívida, mas não deu detalhes e nem respondeu questionamentos. A prefeitura também foi procurada. De acordo com a Secretaria de Comunicação, será divulgada uma nota oficial sobre o caso.

fundão documento

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *