quinta-feira , 23 novembro 2017

Em entrevista ao SF Notícias, delegado fala sobre caso de estupro em São Fidélis Crime teria acontecido no sítio do acusado na localidade de Dois Rios

Crime teria acontecido no sítio do acusado na localidade de Dois Rios

Fotos: SF Notícias

Em uma entrevista exclusiva ao SF Notícias, o delegado titular da 141ª Delegacia Legal de São Fidélis. Dr. Rodrigo Maia, falou sobre o caso de um possível estupro de uma adolescente de 15 anos ocorrido na noite desta segunda-feira (26/12) na localidade de Dois Rios, zona rural.

Segundo o delegado, o pai da vítima, que é o acusado de ter praticado o crime, não foi preso pelo fato de não existir elementos suficientes para a prisão em flagrante. Testemunhas precisam ser ouvidas, a vítima precisa passar por exame psicológico e a Polícia Civil aguarda por um laudo mais detalhado do Instituo Médico Legal (IML).

Um inquérito foi instaurado para que a polícia investigue o caso. Ele deve ser concluído em no máximo 30 dias. Ouça abaixo o áudio da entrevista concedida pelo delegado Dr. Rodrigo Maia ao SF Notícias.

Relembre o caso

Um pai foi detido acusado de estuprar a própria filha na noite desta segunda-feira (26/12). A menina, de 15 anos, mora em São Gonçalo, mas veio passar o final de ano na casa de uma tia, no Centro da cidade. Segundo familiares que procuraram nossa equipe de reportagem, o pai chegou à casa da tia chamando a filha para tomar um sorvete. Em um determinado momento ele disse que teria esquecido a carteira em sua residência, no bairro Vila dos Coroados, e levou a menina até o imóvel.

Ainda de acordo com os familiares da vítima, quando chegou ao imóvel o acusado disse que a carteira teria ficado em seu sítio na localidade de Dois Rios, e levou a menina para conhecer o local, onde ele teria praticado o crime.

Após o crime, policiais militares fizeram buscas pela cidade e conseguiram localizar J.L.C.A., de 50 anos, que foi encaminhado para a 141ª DP, onde o caso foi registrado. A menina foi encaminhada para o Instituto Médico Legal de Campos, onde o exame prévio deu positivo para estupro. O pai foi liberado após prestar depoimento. A Polícia Civil informou que um inquérito foi instaurado e será enviado a Justiça para que seja expedido um mandado de prisão.


Mais do SFn