Em meio à pandemia, padre de São Fidélis percorre ruas com imagem de Nossa Senhora levando fé e esperança Ele ressaltou a orientação para que as pessoas fiquem em casa, especialmente os idosos, mas que permaneçam confiantes da proteção e da bondade de Deus

Ele ressaltou a orientação para que as pessoas fiquem em casa, especialmente os idosos, mas que permaneçam confiantes da proteção e da bondade de Deus

Fotos e vídeo: Reprodução/ Padre Gaspar

A pandemia do novo coronavírus atinge cada um de uma forma diferente. Alguns, acabam invadidos pelo medo, ansiedade e angústia com o isolamento social, anormal para um povo tão acolhedor. Mas, em meio a tanta incerteza, surge um ato de fé e esperança, promovido pelo padre Gaspar Pelegrini, da Igreja de Nossa Senhora Aparecida e São Fidélis. Nesta terça-feira (24/03) ele começou a percorrer alguns bairros da cidade em um carro aberto levando uma imagem de Nossa Senhora. A ideia é levar mensagens de conforto aos moradores. “As pessoas não estão podendo vir a Igreja e muitos estão sentindo falta, principalmente na Quaresma. Nesse momento, pela incerteza do que pode vir, as pessoas estão com medo, com muita insegurança. Então, passar com a imagem de Nossa Senhora Aparecida é uma maneira de dizer que ninguém está sozinho. A igreja se faz presente na vida das pessoas, se preocupa mesmo que não haja presença física. É lembrar também que não estamos sozinhos com relação a nossa fé, que Deus está com a gente, nos protege, e Nossa Senhora vai nos amparar” – ressaltou o padre. (continua após o vídeo)

O padre revela ainda ter se emocionado várias vezes enquanto percorria as ruas, ao ver as reações das pessoas. “Alguns chorando, pelo medo, pela incerta, muitos idosos. E, por outro lado, a alegria nos semblantes de ter essa surpresa de ver a imagem passando em frente à casa, ter esse contato. Me deu a impressão que por onde passei, foi um momento de alegria, de fé para esquecer um pouco o isolamento” – contou. Uma moto som acompanhou o padre com mensagens de fé, esperança e hinos religiosos. O padre ressaltou a orientação para que as pessoas fiquem em casa, especialmente os idosos, mas que permaneçam confiantes da proteção e da bondade de Deus.

Mais do SFn