Em menos de um mês, acidentes envolvendo motos deixam quatro mortos em São Fidélis Dos três acidentes ocorridos em diferentes trechos da RJ-158, dois foram colisões entre motos; o mais recente ocorreu neste domingo (08)

Dos três acidentes ocorridos em diferentes trechos da RJ-158, dois foram colisões entre motos; o mais recente ocorreu neste domingo (08)

Fotos: Reprodução Redes Sociais/ SF Notícias
Pâmela, o companheiro Reginaldo e o adolescente Fabríio

Em menos de um mês, quatro pessoas morreram em três acidentes envolvendo motos, ocorridos em São Fidélis, Norte Fluminense. O primeiro deles foi registrado no domingo (17/11), no feriado prolongado da Proclamação da República. O acidente – uma colisão entre uma moto e um carro – ocorreu no KM 112 da RJ-158, na ponte da localidade de Dois Rios, sobre o rio de mesmo nome. Com o impacto da batida, Pâmela Barbosa, de 32 anos, foi lançada no para-brisa do carro e, em seguida, arremessada para trás do automóvel. Ela chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de chegar ao Hospital Armando Vidal. Reginaldo de Azevedo Mendonça, de 34 anos, companheiro de Pâmela, também estava na moto. Ele foi socorrido para o hospital do município, mas transferido para o Hospital Ferreira Machado, em Campos. Após cinco dias internado, ele acabou não resistindo, e morreu no último dia 22. O casal era morador da localidade de Angelim, na zona rural. Eles estavam indo para casa no momento do acidente. No carro também havia um casal, mas os ocupantes do veículo não se feriram. (Leia AQUI e AQUI) (continua após a publicidade)

O segundo acidente – uma colisão entre duas motos – ocorreu no final da noite do dia 30 de novembro, na RJ-158, na localidade conhecida como Graminha, no trecho entre São Fidélis e a localidade de Angelim. Duas pessoas ficaram feridas e um adolescente, de 15 anos, não resistiu aos ferimentos. Fabrício Seixas, que era morador do Morro do Gambá, foi socorrido em estado grave pelo Corpo de Bombeiros e morreu na sala vermelha do Hospital Armando Vidal. Segundo informações apuradas pelo SF Notícias, Fabrício estava na mesma moto em que um jovem identificado como R.S.B., de 22 anos, que também foi encaminhado para o HAV. Eles se envolveram em uma colisão com outro motociclista, identificado como V.O.M., de 20 anos. As duas motos seguiam no mesmo sentido da rodovia. Mesmo ferido, V. O. M. seguiu na própria moto até o Hospital Armando Vidal. (Reveja AQUI)

 

Já neste domingo (08/12) outra colisão envolvendo duas motos deixou um morto e um ferido, também na RJ-158, na altura do KM 130, no final da Avenida Emygdio Maia Santos, na frente do Rancho Coroados, na Vila dos Coroados. De acordo com a Polícia Rodoviária Estadual, os dois motociclistas seguiam pela rodovia, em sentidos opostos, quando houve a colisão. Gilmar da Costa Pereira, de 45 anos, não resistiu e morreu antes mesmo da chegada das equipes do Corpo de Bombeiros. Ele era conhecido como “Gil pedreiro”. Já o condutor da outra moto, identificado como L.L.V., de 62 anos, morador da Ipuca, foi socorrido e encaminhado ao Hospital Armando Vidal, com ferimentos considerados leves. A rodovia chegou a ser fechada durante o resgate e durante a perícia, e ficou funcionando no sistema “pare” e “siga” até a remoção do corpo. O velório e o sepultamento ocorreram na manhã desta segunda (09), em Valão dos Milagres, zona rural do município.

Mais do SFn