terça-feira , 22 outubro 2019

Em percurso desafiador, pai e filho ciclistas se aventuram entre Ouro Preto e São Fidélis Eles vão percorrer o Caminho Novo da Estrada Real, que reserva aos viajantes atrativos naturais e culturais; Depois seguirão de Paraíba do Sul para São Fidélis

Eles vão percorrer o Caminho Novo da Estrada Real, que reserva aos viajantes atrativos naturais e culturais; Depois seguirão de Paraíba do Sul para São Fidélis

Fotos: arquivo pessoal

Após encararem cerca de 1.000 km na II Bike Romaria, com percurso de São Fidélis até o Santuário Nacional de Aparecida, em São Paulo, e retorno para a “Cidade Poema”, pai e filho embarcaram em uma nova aventura. Desta vez, Jouber Freixo e o seu pai, Carlos Roberto de Alvarenga Gonçalves, de 67 anos, vão percorrer cerca de 650 km entre Ouro Preto e São Fidélis. O percurso de Mountain Bike será desafiador, por estradas vicinais e locais de difícil acesso, por onde precisarão até carregar as bicicletas. Sem carro de apoio, pai e filho só terão um ao outro, além das bicicletas. Eles estão levando em bolsas alforge, próprias para ciclismo, tudo que podem precisar durante a viagem, como ferramentas, roupas, lanches, água e alguns equipamentos.

“Eu sempre tive a vontade de fazer viagem de bike. Sempre que eu viajava e via um cicloturista na estrada, mesmo aqueles bem malucões, despertou em mim uma vontade de pegar a estrada nem que fosse por alguns dias. Então em 2017, um amigão que mora em Piedade aceitou me levar pra esse mundo de cicloturismo. O nome dele é Pedro Santos, ele já rodou boa parte do Brasil e do mundo fazendo viagens de bike. Em agosto de 2017 a gente fez o caminho da Estrada Real, a versão Caminho Velho. Nós saímos de Ouro Preto e fomos até Paraty. Foi uma viagem de muito aprendizado, o Pedro é muito experiente e me deu experiência suficiente para fazer uma viagem parecida, que é na modalidade Mountain Bike, sozinho” – conta Jouber.

Ele relata ainda que esta é uma viagem totalmente diferente da Bike Romaria, devido ao percurso por estradas de chão, em lugares isolados. “Serão 400 km no Caminho Novo, da Estrada Real, até Paraíba do Sul, por trilhas, e mais 250 km pelo asfalto até chegar a São Fidélis” – explica. Todo o percurso deve ser feito em oito dias. Para o ciclista, será uma oportunidade de conhecer um estado pelo qual é apaixonado, estando em contato com a história e cultura das ‘Minas Gerais’. “O Caminho Real, a Estrada Velha, era por onde escoava o primeiro ouro que foi descoberto nas regiões de Minas Gerais e Diamantina. Depois o império quis fazer uma rota mais curta, entre as Minas Gerais e o litoral, aí criaram o Caminho Novo, que é mais curto. Como eu sou apaixonado pelo estado de Minas, é uma oportunidade de fazer uma viagem de bike, que eu gosto, por trilhas, e conhecer com a perspectiva diferente o estado que tanto me cativa devido à sua historia, arquitetura, religiosidade e obras de arte, porque muitas igrejas são realmente obras de arte” – afirma.

Jouber conta ainda que o pai sempre está presente nos planejamentos de suas aventuras, pois ele sempre topa de imediato. Ele fala ainda sobre a expectativa de conhecer melhor o estado de Minas, de se desafiar e de passar mais tempo com o pai. “A expectativa é mais uma vez nos colocar numa situação de desafio, porque nessa viagem, diferentemente da Bike Romaria a gente viaja só nós dois, sem carro de apoio, sem um mecânico. Realmente é um desafio diferenciado porque nada pode dar errado, não pode quebrar nada da bicicleta, a gente não pode se esgotar, porque não tem como ir pra carro de apoio descansar, tem que cumprir uma rota. A expectativa é conhecer mais a fundo o estado de Minas, e também de passar um tempo a mais junto, pai e filho. Essa aventuras que a gente se propõe a fazer é uma oportunidade de passar um tempo a mais junto, tendo em vista que meu pai mora em São Fidélis e eu moro em Macaé. Então a gente une o útil ao agradável, de praticar o esporte, viajar, fazer uma higiene mental, passar uns dias juntos e tudo isso a gente consegue compilar em uma única atividade”. Jouber e o pai deram início a aventura neste domingo (15/09). Eles foram de ônibus de Macaé até Ouro Preto e vão passar por Lavras Novas, Itatiaia, Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete, Barbacena, Santos Dumont, Juiz de Fora, Monte Serrat, Pádua, entre outras localidade e municípios. Juber afirma ainda que uma viagem como esta não pode ficar só na memória, e por isso, estará gravando vídeos para seu canal no Youtube.

Mais do SFn