segunda-feira , 17 junho 2019

Enel RJ está entre as piores concessionárias do país, segundo ranking da Aneel Agência avaliou todas as concessionárias do país no período de janeiro a dezembro de 2018; Enel RJ ficou na 28ª posição do ranking

Agência avaliou todas as concessionárias do país no período de janeiro a dezembro de 2018; Enel RJ ficou na 28ª posição do ranking

A Enel Distribuição Rio é considerada uma das piores concessionárias do país, conforme o ranking de qualidade divulgado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) neste mês. Segundo a ANEEL, foram avaliadas todas as concessionárias do país no período de janeiro a dezembro de 2018, divididas em dois grupos: concessionárias de grande porte e concessionárias de menor porte.

A ENEL RJ aparece na 28ª posição, seguida da CEEE-D e ENEL Goiás. A classificação é elaborada com base no Desempenho Global de Continuidade (DGC), formado a partir da comparação dos valores apurados de duração (DEC) e frequência (FEC) de interrupções de energia na rede de distribuição das concessionárias em relação aos limites estabelecidos pela ANEEL para esses indicadores.

De acordo com a Aneel, a divulgação do ranking de qualidade se enquadra entre as ações da Agência para incentivar a busca do aperfeiçoamento na prestação do serviço pelas distribuidoras. O diretor Rodrigo Limp destaca que a ação incentiva maior protagonismo do consumidor. “A publicação do ranking de qualidade pela ANEEL contribui para a transparência e incentiva não apenas a distribuidora a avançar nos índices, mas dá ao consumidor a oportunidade de conhecer os números e exigir do prestador mais qualidade no serviço”, enfatiza.

Em nota, a Enel Distribuição Rio esclareceu que investiu, apenas em 2017 e 2018, cerca de 1,8 bilhão, com foco na modernização e digitalização da rede elétrica nos 66 municípios de sua área de concessão. “Como resultado, nos últimos dois anos, os índices regulatórios de Duração e Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (DEC e FEC) apresentaram melhoria de 37% e de 35%, respectivamente. Considerando apenas o ano de 2018, período avaliado no ranking anunciado pela Aneel, a melhoria no DEC foi de 22,6% e, no FEC, de 17,6%” – afirma a empresa.

A Enel informou ainda que segue comprometida com a melhoria constante da qualidade do fornecimento de energia em sua área de concessão, por meio da modernização e automação da rede.


Mais do SFn