sexta-feira , 14 dezembro 2018

Escassez de chuva faz Prefeitura de São Fidélis decretar situação de emergência No período de quatro meses foram registrados apenas 42.07 mm de chuva, um volume bem abaixo da média para este período que é de 153,39 mm

No período de quatro meses foram registrados apenas 42.07 mm de chuva, um volume bem abaixo da média para este período que é de 153,39 mm

Pastos estão secos, sendo que muitos deles, já foram queimados

A grave situação de municípios da região, que enfrentam uma forte estiagem, sem volumes de chuva consideráveis há meses, tem feito diversas prefeituras decretarem situação de emergência, e nesta semana, o município de São Fidélis entrou para esta estatística preocupante.

De acordo com a publicação no Diário Oficial do município, foi preciso declarar situação de emergência por decorrência de fatores como a severa escassez de chuva. Segundo dados do Corpo de Bombeiros, citados no decreto, no período de quatro meses foram registrados apenas 42.07 mm de chuva, um volume bem abaixo da média para este período que é de 153,39 mm.

Baixo nível do Rio Paraíba

A falta de chuva prejudica extremamente o Rio Paraíba, cuja água além de abastecer as residências, é utilizada nas lavouras e para os animais. Em decorrência disso, as entidades ligadas ao setor agropecuário constataram grandes prejuízos econômicos.

No decreto a Prefeitura de São Fidélis afirma ainda que as propriedades agropecuárias do município não possuem mais alimentos para o gado, o que promove de forma preocupante a queda na produção leiteira e de corte. A ocorrência de grandes incêndios na cidade também foi citada no decreto, relacionando a estiagem à disseminação de incêndios em matas e benfeitorias rurais, provocando danos ao meio ambiente.

continua após a foto

Em setembro de 2014, a Prefeitura também decretou situação de emergência. Entretanto, o decreto não foi reconhecido pela União. Na época, a cidade vivia a pior seca de sua história e ainda assim não recebeu nenhuma ajuda do Governo Estadual ou Federal.

São Fidélis passa a ser o terceiro município a decretar situação de emergência. Itaocara foi o primeiro e Miracema o segundo.


Mais do SFn