3qrtyuiuoip

Escola estava sendo usada pelo tráfico de drogas em Aperibé

APERIBÉ ENTRADA
Fotos: SFnotícias / reprodução

Durante os últimos dias o assunto mais falado em Aperibé, está sendo a apreensão de drogas dentro de uma escola municipal. O fato chama a atenção não apenas por ser uma escola, mas pela quantidade encontrada. Após a publicação da matéria, diversos moradores entraram em contato com nossa qwdefghjjredação através de mensagens, mostrando a insatisfação com ocorrido.

“Isso é um absurdo. Eu como morador de Aperibé, tenho vergonha do que está acontecendo com nossa cidade”, disse um dos nossos leitores. Outra mensagem recebida pela nossa redação, e que chamou a nossa atenção, foi de um jovem estudante de medicina.

“O que esses estudantes irão aprender em um ambiente assim ? Se nenhuma providência for tomada, eles vão achar que esse é o caminho certo!”.

No último dia 2, após receberem denúncias, a guarnição do setor “E” se deslocou até a Escola Municipal Casimiro Moreira da Fonseca, localizada na Rua Casimiro Moreira da Fonseca, no bairro Verdes Campos, para averiguar a informação de que a unidade estava sendo usada para esconder drogas.

A denúncia informava que uma grande quantidade de droga estava escondida no depósito da escola. Os policiais foram até a residência da diretora da unidade, identificada como Luciana Ferreira da Luz, que abriu a escola para que fosse feita uma revista.

aSDFGHJKLKDurante buscas os PMs encontraram uma sacola com 900 pinos de cocaína e 20 sacolés da mesma droga, que estavam escondidos no depósito. Através das imagens das câmeras de segurança da escola, foi possível identificar as pessoas que colocaram a droga ali, sendo eles; M.F.J., de 55 anos, conhecida como “Fatinha”, e R.J., de 33 anos, ambos residentes nas casinhas do bairro Ponte Seca, bairro conhecido pela atuação do tráfico de drogas no município.

Durante patrulhamento pela cidade, os policiais encontraram “Fatinha”, que foi encaminhada para 136ª Delegacia Legal de Santo Antônio de Pádua, onde ela prestou depoimento e foi liberada em seguida. Após perícia, foi constatado que o material apreendido se tratava de 475 gramas de cocaína.

ERRATA

Anteriormente, o SFnotícias informou que havia ligado para a escola, e que nossas ligações não tinham sido atendidas. Porém, fomos informados pela direção, que a unidade não possui telefone e, que o número o qual ligamos, não pertence a escola. Pedimos desculpas aos nossos leitores pelo erro.

A diretora entrou em contato com nossa redação e, afirmou que todas as medidas estão tomadas, assim como a troca dos cadeados dos portões.

 

policia militar aperibé

SFn