segunda-feira , 20 janeiro 2020

Escolas municipais de São Fidélis terão cardápio diferenciado para crianças portadoras de diabetes Projeto de Lei que inclui opções de alimentação adequadas a crianças e adolescentes portadores da doença foi proposto pelo vereador Higor Porto

Projeto de Lei que inclui opções de alimentação adequadas a crianças e adolescentes portadores da doença foi proposto pelo vereador Higor Porto

A diabetes deixou de ser uma doença ‘só de adultos’ há muitos anos. Atualmente, o número de crianças e adolescentes portadores da doença assusta: somente no Brasil, são 98,2 mil crianças e adolescentes com menos de 15 anos diagnosticados com diabetes tipo 1 a cada ano, segundo dados do 9º IDF Diabetes Atlas, divulgado em dezembro pela Federação Internacional da Diabetes. Visando garantir uma alimentação adequada para estudantes da rede municipal portadores da doença, o vereador Higor Porto propôs um projeto de lei, que foi aprovado pela Câmara e sancionado nesta segunda-feira (06/01). De acordo com o texto da Lei Nº 1.601, o cardápio do programa de alimentação escolar municipal, sobre a responsabilidade do município de São Fidélis, incluirá obrigatoriamente opções de alimentação adequadas a crianças e adolescentes portadores de diabetes. (Continua após a publicidade)

Ainda de acordo com a lei, a alimentação especial destinada a alunos portadores de diabetes será definida por nutricionistas capacitados com o acompanhamento do Conselho de Alimentação Escolar ou do Conselho Municipal de Educação, respeitando os hábitos alimentares do município. “O objetivo do projeto é, primeiramente, tornar obrigatório uma alimentação diferenciada. A diabetes tem aparecido muito mais cedo na vida das pessoas, antigamente só idosos na sua grande maioria que tinham a doença. Hoje crianças já têm diabetes desde muito novas. O objetivo foi ter um olhar diferenciado para esse grupo” – explicou o vereador.

Mais do SFn