quinta-feira , 20 setembro 2018

Estado do Rio registra oito tremores de terra este mês, sendo cinco deles, no mesmo dia e na mesma cidade Outros três tremores foram registrados pela estação localizada em Campos, mas não puderam ser estimados

Outros três tremores foram registrados pela estação localizada em Campos, mas não puderam ser estimados

Fonte: Rede Sismográfica Brasileira

Oito tremores de terra foram registrados neste mês no Estado do Rio de Janeiro, cinco deles, no mesmo dia e na mesma cidade. Estamos falando do município de Mangaratiba, contíguo à Região Metropolitana do Rio, que registrou seis tremores de terra em agosto, cinco deles na última segunda-feira (13/08).

O primeiro tremor registrado em Mangaratiba aconteceu no último dia 08. O evento sísmico ocorreu às 2h08, no horário de Brasília. O tremor foi de magnitude 2.3 na escala Regional Brasileira (mR). No mesmo dia, um tremor de 2.2 foi registrado em Piraí.

Já na última segunda, Mangaratiba registrou mais cinco tremores. O primeiro, de magnitude 1.1, aconteceu às 09h38. O segundo aconteceu às 09h59, e foi de magnitude 0.7. O terceiro aconteceu às 15h50, e foi de magnitude 0.8, assim como o quarto, que aconteceu às 15h51. O último aconteceu às 22h04, e foi de magnitude 2.3.

Em maio, moradores de Araruama sentiram a terra tremer. Ao todo, quatro eventos sísmicos foram registrados pelas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR). Três abalos, cujas magnitudes não puderam ser estimadas, foram detectados pela estação de Campos às 17h25, 17h34 e 17h36 (horário de Brasília). Já o evento sísmico ocorrido às 18h02 teve magnitude 2.6.

O epicentro do tremor sentido pelos moradores Araruama aconteceu na plataforma continental e possui incerteza de 15km. Já os três abalados registrados pela estação de Campos também aconteceram na margem continental, mas como não puderam ser estimados, eles não entraram no boletim sísmico.

“Apenas toda a casa vibrou. Inicialmente achamos que havia sido uma batida de carro porque moramos próximo à rodovia”, afirma Claudia, residente de Araruama. De acordo com a plataforma “Sentiu aí” do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo, quatro moradores da região relataram ter sentido um tremor de terra por volta das 17h30.

“Eventos sísmicos de magnitudes abaixo de 3.0 não causam danos a estruturas bem construídas. 24 tremores de terra ocorreram no estado do Rio de Janeiro entre janeiro de 2017 e abril de 2018, com magnitudes consideradas baixas como essas”, destaca o coordenador do Laboratório de Sismologia do Serviço Geológico do Brasil, Marcos Ferreira.


Mais do SFn