Estado do RJ confirma primeiro caso de coronavírus; paciente é uma mulher que esteve na Itália e Alemanha O voo que a trouxe ao país já foi identificado, e o Centro de Informação Estratégica em Vigilância e Saúde (Cievs) da SES já entrou em contato com a Anvisa para localizar passageiros que sentaram ao redor dela na aeronave com destino ao Brasil.

O voo que a trouxe ao país já foi identificado, e o Centro de Informação Estratégica em Vigilância e Saúde (Cievs) da SES já entrou em contato com a Anvisa para localizar passageiros que sentaram ao redor dela na aeronave com destino ao Brasil.

Fotos: reprodução

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro confirmou na tarde desta quinta-feira (05/03) o primeiro caso do novo coronavírus no estado. A paciente, de 27 anos, é moradora de Barra Mansa, no Sul Fluminense. A mulher viajou no dia 9 de fevereiro para a Europa, de onde retornou dia 23. Ela esteve na Itália (em Milão e na Lombardia) e Alemanha. Segundo a assessoria de imprensa do Governo do Estado, a paciente está em isolamento respiratório domiciliar, e seu quadro de saúde é considerado estável. Os primeiros sintomas, tosse e coriza, surgiram no dia 17, quadro que não se apresentou no voo de volta. Ela e o marido, que não apresenta sintomas, viajaram juntos. O quadro clínico dele é monitorado pela Secretaria de Estado de Saúde em parceria com a Vigilância municipal. (continua após a publicidade)

“Não há motivo para pânico na população fluminense. Continuamos no Nível Zero do nosso plano de contingência, não há qualquer indício de que há a circulação do vírus no estado. Trata-se de um caso importado”, explicou o Secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, durante entrevista coletiva no Palácio Guanabara, lembrando ainda que há outros 79 casos suspeitos sendo monitorados no estado. O voo que a trouxe ao país já foi identificado, e o Centro de Informação Estratégica em Vigilância e Saúde (Cievs) da SES já entrou em contato com a Anvisa para localizar passageiros que sentaram ao redor dela na aeronave com destino ao Brasil. A mulher deu entrada com sintomas num hospital local no dia 1º de março e, no dia seguinte, realizou a coleta para exames. O Laboratório Central Noel Nutels (Lacen-RJ) recebeu o material em 02/03 e, no dia 3, emitiu laudo. A Fiocruz também recebeu amostra e confirmou o caso suspeito nesta quinta-feira (05/03).

Mais do SFn