sexta-feira , 16 novembro 2018
Fotos: Reprodução

Estado do RJ realizará recenseamento obrigatório do funcionalismo a partir de novembro Caso não façam o recenseamento, servidores podem ter o pagamento suspenso

Caso não façam o recenseamento, servidores podem ter o pagamento suspenso

Foto: SF Notícias

O Governo do RJ realizará, a partir de novembro, o recenseamento obrigatório de todos os 455.570 servidores ativos, inativos e pensionistas, incluindo cargos comissionados, contratos temporários, funcionários de empresas, de autarquias e órgãos da Administração Indireta.

O projeto será coordenado pela Secretaria de Estado de Fazenda e Planejamento (Sefaz-RJ) e pelo Rioprevidência. A atualização cadastral será feita sempre no mês de aniversário do servidor e, portanto, começará no próximo mês para os nascidos em novembro. O recenseamento é uma medida do Plano de Recuperação Fiscal do Estado do Rio e tem como objetivo promover a melhoria da base de dados da folha de pagamento do funcionalismo.

O objetivo é atualizar o cadastro dos servidores ativos, inativos e pensionistas, segundo o secretário de Fazenda, Luiz Cláudio Gomes. O recenseamento pretende identificar erros na folha de pagamento e corrigi-los. Além disso, também haverá a prova de vida no momento do recenseamento.

A atualização cadastral será realizada nos dias úteis de 11 a 25 de cada mês. Os nascidos de janeiro a outubro vão fazer o recenseamento somente em 2019, dentro dos seus respectivos meses de nascimento. A atualização cadastral obrigatória será destinada aos servidores do Poder Executivo e abrangerá os órgãos que fazem parte da folha de pagamento administrada pela Secretaria de Fazenda, por meio do Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH-RJ).

O serviço será realizada pelo Banco Bradesco, em consonância com o Governo do Estado e de acordo com o edital de licitação, bem como, conforme previsto nos Decretos 46.481/18 e na Resolução Conjunta Nº 55, da Secretaria de Estado de Fazenda e do Rioprevidência. A atualização cadastral poderá ser feita em qualquer agência do Banco Bradesco no país. Todos os postos de atendimento do Bradesco localizados em órgãos públicos do Governo do Estado, além de todas as agências da Capital e Grande Rio oferecerão atendimento em horário estendido, das 9h às 17h. Demais cidades também terão atendimento estendido em algumas unidades.

Uma listagem com os nomes dos servidores que não participaram do recenseamento obrigatório será publicada no Diário Oficial do Estado até o 10º dia útil do mês subsequente ao término da apresentação à agência bancária. Após a data da publicação, os ativos, inativos e pensionistas terão que efetuar, imediatamente, a atualização cadastral em qualquer agência Bradesco no país. Quem não se apresentar com a documentação completa terá o pagamento suspenso até que o recenseamento seja feito. Confira o calendário de convocação e documentação necessária para cada servidor AQUI.


Mais do SFn