terça-feira , 25 setembro 2018

“Estão jogando pedras”. Usuários relatam tentativas de assalto na RJ-158, entre São Fidélis e Campos Segundo os motoristas, os quebra-molas colocados pelo DER estão ajudando os criminosos

Segundo os motoristas, os quebra-molas colocados pelo DER estão ajudando os criminosos

Fotos: SF Notícias

A RJ-158, que foi chamada por muitos de “rodovia do medo”, devido ao grande número de assaltos e perseguições, voltou a ser usada por criminosos. Além dos assaltos e das tentativas de assaltos, a rodovia também é usada como ponto final das ações de criminosos em cidades da região.

Em novembro do ano passado, por exemplo, bandidos armados renderam o motorista de um caminhão e seu ajudante em Bom Jardim, na Região Serrana. Os dois foram levados até um canavial entre São Fidélis e Campos, onde foram deixados. A carga foi levada para um sítio entre Aperibé e Pádua. Em uma ação rápida, a polícia recuperou a carga e o caminhão. Reveja AQUI. Em outubro, um caminhoneiro foi rendido por bandidos na RJ-192 em Cambiasca. Ele também foi levado para um canavial na RJ-158, onde foi deixado amarrado em uma árvore. Reveja AQUI.

Em fevereiro, também do ano passado, dois carros que transportavam remédios foram abordados na BR-356 em Cardoso Moreira. Os motoristas foram feitos reféns e levados para um canavial na RJ-158, em São Fidélis, onde toda a carga foi roubada. Reveja AQUI. Já em julho do ano passado, um taxista foi assaltado em Campos e deixado amarrado em um canavial na rodovia. Reveja AQUI.

Uma ação parecida já foi registrada esse ano. Em janeiro, um caminhoneiro foi rendido, assaltado e feito refém por criminosos em Teresópolis. Ele foi abandonado pelos criminosos na RJ-158, próximo da divisa entre Campos e São Fidélis, há mais de 200 quilômetros do local onde foi abordado. Reveja AQUI.

No mesmo dia, bandidos roubaram uma carga de remédios na RJ-158. A carga estava em um veículo que foi abordado após o radar da localidade de Santa Cruz. Reveja AQUI. O último registrado na delegacia de São Fidélis aconteceu em fevereiro desse ano, quando uma família da Cidade Poema foi abordada entre as localidades de Santa Cruz e Itereré. Mãe, pai e filha, de apenas 13 anos, foram rendidos por homens armados e assaltados. Reveja AQUI.

Nesses últimos dias, o SF Notícias recebeu relatos de tentativas de assaltos no trecho onde foram colocados quebra-molas pelo Departamento de Estradas e Rodagens.  “O cara saiu atrás de um carro que estava parado e jogou uma pedra. Logo após a gente viu pelo retrovisor o carro saindo”, disse uma leitora.

Os relatos são parecidos. Segundo os usuários da rodovia, criminosos estão jogando pedras nos veículos, para que os motoristas parem e virem vítimas dos bandidos. O que mais preocupa os motoristas são os quebra-molas que foram colocados justamente no trecho (entre a linha férrea e a fábrica de sucos) onde acontecem os assaltos. De acordo com os leitores, os quebra-molas viraram uma “arma” para os bandidos.

“Você é obrigado a reduzir a velocidade em um trecho muito perigoso e fica sujeito a ser mais uma vítima desses marginais que ficam na rodovia esperando a próxima presa”, disse um motorista.

Desde 2014 o SF Notícias vem mostrando o crescimento no número de assaltos no trecho entre os dois municípios, o trecho mais movimentado de toda a extensão da RJ-158 que termina em Carmo.

Em fevereiro de 2014, dois acusado de praticarem assaltos na RJ-158 e até em rodovias do Espírito Santo foram presos em uma ação da Polícia Civil com a Polícia Rodoviária Estadual em Campos. Na casa de um deles os policiais encontraram três armas, toucas ninja, quatro camisas da Polícia Civil e duas da Polícia Militar, dois pares de algemas e dois giroflex.

Em maio do mesmo ano, três homens acusados de serem os responsáveis pelos assaltos na rodovia foram presos em Itaocara após tentarem assaltar um comércio em Pureza. Houve perseguição, troca de tiros e os três foram presos após baterem com o carro. Um foi baleado no abdômen. Com eles foram apreendidas duas armas. O carro usado por eles foi citado em diversas ocorrências de assaltos na RJ-158 entre Campos, São Fidélis e Itaocara, além de denúncias do estado do Espírito Santo.


Mais do SFn