segunda-feira , 20 fevereiro 2017

Estiagem deixa Rio Paraíba do Sul praticamente seco em São Fidélis

rio-paraiba-do-sul-pureza-2
Fotos: Cassiano Cacá

A estiagem voltou a castigar as regiões Norte e Noroeste Fluminense. A situação em que se encontram os rios dessas regiões preocupam os moradores e afetam diretamente as famílias que sobrevivem da pesca. Em Pureza, terceiro distrito de São Fidélis, o Rio Paraíba do Sul praticamente secou. rio-paraiba-do-sul-pureza-7Em alguns trechos, é possível atravessar andando.

Imagens feitas nesta segunda-feira (17/10), durante uma fiscalização do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) mostram um cenário desolador. O rio ainda não conseguiu se recuperar totalmente da pior estiagem já enfrentada por São Fidélis. Em 2014, o rio ficou abaixo da vara de medição. Segundo a Defesa Civil do rio-paraiba-do-sul-pureza-4município, pra essa época do ano, o nível normal do rio é de 2.60, mas o rio estava marcando apenas 20 centímetros. Na semana passada, o Paraíba chegou a atingir 59 centímetros, mas o nível voltou a baixar.

Por telefone, o chefe do núcleo da Companhia Estadual de Água e Esgoto (CEDAE) na cidade, Geraldo Gonçalves, disse que o baixo nível do Rio Paraíba do Sul ainda não afeta o fornecimento de água em Pureza e nem em São Fidélis, graças a reformulação feita no sistema no ano passado. A válvula de captação foi aumentada.

De acordo com o presidente da Colônia de Pescadores Z-21, Sirley de Souza Ornelas, o baixo nível do rio está prejudicando os pescadores, que não estão conseguindo retirar o sustento de suas famílias. Cerca de 200 famílias vivem da pesca em São Fidélis. O desvio de água em outras regiões do rio e o represamento da água pelas usinas hidrelétricas também contribuem para a diminuição do nível do Paraíba em época de seca, afetando diretamente as últimas cidades banhadas por ele, como São Fidélis, Campos e São João da Barra.

 

SFn