guin

Estudantes de São Fidélis desenvolveram dois protótipos

asfghgfh
Fotos: SF Notícias

Estudantes do curso de técnico de mecânica de uma faculdade de São Fidélis, desenvolveram dois protótipos de máquinas, que foram apresentados nesta sexta-feira aos professores do curso. Os projetos levaram dois meses para ficarem prontos. Para a construção de um deles, um grupo do curso visitou uma pedreira no município, para acompanhar de perto, o funcionamento de uma máquina.

Os estudantes produziram 70% do material usado na reprodução das máquinas, ou seja, foi soldado e produzido na oficina da faculdade, usando ferro, vergalhão, madeira, cabo de aço, marcha de bicicleta e uma esteira, isso, apenas para fazer as estruturas.

Para colocar o guindaste para funcionar, um dos grupos usaram bola de gude para fazer a rotação do mesmo, dois motores para fazer o movimento de subir, descer, e outro para rodar de um lado ao outro. Todo o movimento é feito por um controle, e para fazer o controle, foi usado botões de vidro elétrico de carros.

waesrdtfugygiJá na pedreira, uma esteira faz o transporte das pedras já quebradas, até o local desejado. Também foi feito uma saída que tira o pó de pedra, ou seja, em um lado saia a pedra, e a mesma máquina, faz a separação do pó, jogando para o lixo.

“Foi um desafio para todos, começamos a buscar ideias do que seria feito e depois de algumas aulas de pesquisa e decisões e divisão dos grupos, foi decidido o que cada grupo iria fazer. Durante a execução surgiram duvidas, opiniões e mudança de realização de projeto. Procurei como Professor, estimular os alunos a buscar soluções, a discutirem sobre o projeto, pois era um trabalho em equipe. Depois de 2 meses que eles tiveram para a execução do projeto, os alunos fizeram uma apresentação. Só tenho a agradecer a confiança de cada um no meu trabalho e por momentos felizes dentro de sala”, disse o professor Davi Pessanha.

 

SFn