Eventos que beneficiam São Fidélis, Campos e Rio das Ostras entram para calendário oficial Objetivo do "Calendário Rio de Janeiro a Janeiro" é estimular a geração de renda, emprego e inclusão por meio da economia criativa

Objetivo do "Calendário Rio de Janeiro a Janeiro" é estimular a geração de renda, emprego e inclusão por meio da economia criativa

Fotos: Divulgação/ Ministério da Cultura

Com o objetivo de criar um fluxo constante de turistas durante o ano todo no Rio de Janeiro, contribuindo para a geração de renda e empregos no estado, foi lançado o Calendário Rio de Janeiro a Janeiro.

O projeto trata-se de um calendário oficial de eventos, que depois de selecionados poderão captar recursos para a realização. Os eventos foram escolhidos FGV (Fundação Getúlio Vargas), contratada pelo Ministério da Cultura.

A FGV levou em conta cinco critérios: potencial de impacto no turismo, na geração de renda e emprego, na atração de investimento e na inclusão social; e o potencial de expansão e de continuidade. A FGV também procurou estimar o grau de retorno de cada projeto na forma de arrecadação de impostos e impacto econômico.

Dos 831 eventos inscritos, 617 cumpriram os critérios mínimos estabelecidos. Foram aprovados 154 que trarão um retorno econômico maior para a cidade e o estado. Todos os 617 eventos poderão captar recursos por meio das leis municipais, estaduais e federais de incentivo.

Entre os eventos selecionados estão os carnavais de Saquarema e de Angra, a Festa do Chocolate de Petrópolis, Ostrascycle de Rio das Ostras, Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty e Festival Norte de Música e Arte, que beneficia São Fidelis, Quissamã, Macaé, Campos e São João da Barra.


Mais do SFn