Ex-governador Anthony Garotinho é preso pela Polícia Federal no Rio Ele apresentava o programa diário na Rádio Tupi, o "Fala Garotinho", quando foi preso

Ele apresentava o programa diário na Rádio Tupi, o "Fala Garotinho", quando foi preso

Fotos: Vinnicius Cremonez

O ex-governador do Estado do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, foi preso por policiais federais na manhã desta quarta-feira (13/09) na Rádio Tupi, no Rio. Ele apresentava o programa diário, o “Fala Garotinho”, quando os agentes cumpriram o mandado de prisão domiciliar.

Após a prisão, o programa continuou no ar com outro apresentar. Garotinho está sendo levado nesse momento para Campos, onde o mandado deve ser cumprido. A ordem de prisão é do juiz Ralph Manhães, da 100º Zona Eleitoral de Campos.

Pela decisão, o ex-governador terá que usar tornozeleira eletrônica 24h, não pode receber visitas – somente dos pais, filhos, esposa e netos – e não não pode ter contatos com outras pessoas. No momento da prisão ele teve que entregar todos os celulares e telefones fixos. Garotinho também teve que entregar o passaporte.

Ele é acusado pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) de comandar um esquema que trocava votos pela inclusão de famílias em um programa social de Campos, o “Cheque Cidadão”.

Preso pela segunda vez 

Essa é a segunda vez em menos de um ano que Garotinho é preso. Em novembro do ano passado ele foi preso em uma operação que investiga fraudes no programa social Cheque Cidadão, por isso, a operação foi batizada de “Chequinho”. Ele foi solto para cumprir prisão domiciliar através de um habeas corpus.


Mais do SFn