segunda-feira , 21 agosto 2017

Ex-prefeita de Campos, Rosinha Garotinho é condenada a 8 anos de inelegibilidade por uso eleitoral de programa social Outras quatro pessoas foram condenadas na mesma sentença

Outras quatro pessoas foram condenadas na mesma sentença

Fotos: reprodução

A ex-prefeita de Campos e ex-governadora do Estado do Rio, Rosinha Garotinho (PR), foi condenada em primeira instância a oito anos de inelegibilidade na ação que investiga o uso eleitoral do programa social “Cheque Cidadão” na eleição municipal do ano passado.

Também foram condenados na mesma sentença o ex-candidato a prefeito Dr. Chicão (PR); o ex-vereador Mauro Silva (PSDB); a ex-secretária de Desenvolvimento Humano e Social de Campos, Ana Alice Alvarenga; e a ex-coordenadora do programa Cheque Cidadão, Gisele Koch.

Sobre Rosinha, a decisão do Juiz Eron Simas diz que “não é crível, nem lógico, que tenha sido alijada do processo decisório que resultou no esquema fraudulento com o programa Cheque Cidadão. De outro lado, mesmo que se admita, por suposição, essa possibilidade, não há como escapar do juízo de responsabilidade que advém de sua flagrante omissão, ao permitir tamanha violação aos cofres públicos do Município que comandava“.

Em seu blog, Garotinho postou uma matéria intitulada “TSE fará a justiça a Rosinha”. Ela diz que ” É mais um capítulo da aliança político-judicial-midiática formada em Campos para eleger o prefeito Rafael Diniz, acabar com os programas sociais, redirecionar o dinheiro público para as classes mais ricas da cidade e eliminar seus adversários políticos. Não tenho dúvida que, como as demais decisões tomadas pela Justiça Eleitoral de Campos, essa também será anulada pelo Tribunal Superior Eleitoral.  A perseguição política é tão clara, evidente, que os ministros do TSE já têm opinião formada a respeito do procedimento adotado em Campos pelas autoridades que conduziram a eleição na cidade na cidade e agora esse processo eleitoral“.


Mais do SFn

SFn