terça-feira , 27 junho 2017

Exército e Polícia Federal destroem 4 mil armas no Rio Armas destruídas foram apreendidas pela PF ou entregues ao órgão na Campanha do Desarmamento

Armas destruídas foram apreendidas pela PF ou entregues ao órgão na Campanha do Desarmamento

Fotos: Reprodução

Armas apreendidas pela Polícia Federal no Estado do Rio e entregues ao órgão na Campanha do Desarmamento foram destruídas nesta sexta-feira (02/06) pela PF e o Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 1ª Região Militar do Exército.

As 4 mil armas foram esmagadas por um rolo compressor no Batalhão de Manutenção e Suprimento de Armamento, na zona oeste do Rio de Janeiro. Os restos serão enviados ao forno de uma siderúrgica, onde serão derretidos para sua inutilização total.

Antes de serem encaminhadas para a destruição, a Polícia Federal investiga se as armas estão citadas em processos ou inquéritos policiais, nos quais poderiam servir como provas. Apenas após liberação judicial a destruição é autorizada.

Segundo o delegado Marcelo Daemon, “as armas que poderiam ser aproveitadas pelos órgãos de segurança e pelas Forças Armadas foram doadas”. Ele afirma ainda que “para nós, é muito simbólico, porque uma arma dessas, que seja um 38 com seis tiros, possa ser usado em um assalto de rua e pode matar uma pessoa, destruir uma família”.



Mais do SFn

SFn