sexta-feira , 20 setembro 2019

Exposição sobre Rio Paraíba do Sul terá participação de franceses, em museu de Campos Rio Paraíba, o mais importante do estado, foi escolhido como objeto de análise devido a sua grande extensão e pelo seu papel fundamental na formação das cidades e da rede urbana do Norte Fluminense

Rio Paraíba, o mais importante do estado, foi escolhido como objeto de análise devido a sua grande extensão e pelo seu papel fundamental na formação das cidades e da rede urbana do Norte Fluminense

Fotos: SF Notícias

O Museu Histórico de Campos receberá nesta terça-feira (10/09), a exposição temporária “Cidades e rios na história do Brasil: rio Paraíba do Sul”, a partir das 18h30. A exposição faz parte do VI Seminário Itinerante Franco-Brasileiro, realizado desde 2004 com a participação de pesquisadores da Université de La Rochelle e Universidade Estadual de Goiás. A exposição é organizada pelo Instituto Histórico e Geográfico de Campos dos Goytacazes (IHGCC) e tem a curadoria de Genilson Soares. O seminário é organizado pela Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF).

O evento é gratuito e permanece no museu durante todo o mês de setembro. Após a abertura da exposição acontecerá a mesa redonda: “Cidades e rios: questões ambientais de ontem e de hoje”, no auditório do museu, às 19h. Os debatedores são Aristides Soffiati Netto (UFF-Campos), Edilson de Souza Barcellos (UFV), além dos pesquisadores franceses, Gerard Thouzeau – LEMAR, UMR 6539 (CNRS, UBO, IRD, Ifremer) e Grégory Beriet (Université de Guyane, Laboratoire EA 1163 CRHIA). A mediação será feita por Gercinair Gandara (Campus Universitário de Uruaçu – GO). A exposição traz como temas os rios urbanos, ocupação, usos e desafios ambientais, visando sempre o estudo dos rios nas cidades regionais e nacionais. O Rio Paraíba do Sul, o mais importante do Estado do Rio, foi escolhido como objeto de análise devido a sua grande extensão e pelo seu papel fundamental na formação das cidades e da rede urbana da Região Norte Fluminense.

De acordo com a gerente do Museu Histórico de Campos, Graziela Escocard, a nova exposição é uma forma de levar temas ligados ao ativismo para o museu, assim, conscientizando o público. “Poder falar sobre os rios e dar ênfase ao nosso rio Paraíba do Sul é um método de conscientizar a população da necessidade de se preocupar com o meio ambiente, almejando assim, uma melhor qualidade de vida para a sociedade”, afirmou. O Museu Histórico de Campos funciona no Solar Visconde de Araruama, na Praça do Santíssimo Salvador, 40, no Centro. Para agendamentos escolares e em grandes grupos é necessário um responsável, maior de 18 anos, comparecer ao espaço ou ligar para (22) 98175-0616. O espaço funciona de terça à sexta-feira, das 10h às 17h; sábados, domingos e feriados, de 9h às 14h.


Mais do SFn