Faetec e Cecierj vão abrir 600 vagas em cursos profissionalizantes online Processo seletivo dos cursos, totalmente online e gratuitos, será por meio de sorteio

Processo seletivo dos cursos, totalmente online e gratuitos, será por meio de sorteio

Foto: Reprodução

A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) e a Fundação Cecierj, vinculadas à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, ampliam parceria para garantir o acesso da população à Qualificação Profissional por meio de conteúdos pedagógicos disponíveis em plataformas digitais. A partir da próxima segunda-feira (23/03), serão abertas 600 vagas em cursos profissionalizantes, totalmente online e gratuitos, de Assistente de Pessoal e Tecnologia Assistiva. Já em abril, após o término do recesso, será a vez dos estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio acessarem materiais didáticos remotamente. A iniciativa de disponibilizar qualificação para população de forma online durante o período de quarentena partiu do secretário Leonardo Rodrigues, que solicitou a criação dos dois novos cursos na grade das instituições. As inscrições dos cursos poderão ser feitas até 08 de abril. O cadastro deverá ser realizado no site da Faetec (www.faetec.rj.gov.br). O processo seletivo ocorrerá por meio de sorteio, que acontecerá no dia 09. Os candidatos sorteados serão matriculados automaticamente, devendo encaminhar os documentos exigidos em edital para validação das vagas.  (continua após a publicidade)

As aulas online iniciam no dia 14 de abril. Já caso as aulas presenciais permaneçam suspensas no Estado em decorrência da pandemia do Covid-19, as fundações também vão colocar conteúdos de disciplinas de Educação Básica em plataformas digitais à disposição dos alunos dos Ensinos Fundamental e Médio da Faetec. Primeiramente, serão cadastradas as unidades da Faetec que terão acesso ao sistema do Cecierj, bem como os professores nas áreas das respectivas matérias de formação. Em seguida, serão inseridos os estudantes já matriculados na rede, que terão a sua disposição o conteúdo pedagógico dedicado à sua etapa escolar correspondente na instituição. “Nenhum aluno das 130 unidades ficará sem a possiblidade de seguir estudando durante esse período de isolamento social. De imediato, será dado prioridade ao conteúdo teórico. Mas, caso seja necessário, o conteúdo de laboratório será adaptado à plataforma. É um esforço deste Governo, por meio do secretário Leonardo Rodrigues, de promover formação educacional aos estudantes da Rede sem colocá-los em situação de risco” – afirmou o presidente da Faetec, Romulo Massacesi.

Mais do SFn