sexta-feira , 24 novembro 2017

Família realiza desejo de idoso de ter cinzas lançadas no Rio Paraíba do Sul, em São Fidélis O senhor Omar cresceu às margens do Paraíba e desejava voltar às águas do rio após a sua morte

O senhor Omar cresceu às margens do Paraíba e desejava voltar às águas do rio após a sua morte

Fotos: Arquivo pessoal

Familiares do senhor Omar Alves da Silva, de 72 anos, se esforçaram na última semana para realizar o maior desejo do idoso, que foi encontrado morto dentro de sua casa na Ipuca, em São Fidélis, no dia 22 de agosto. Omar cresceu às margens do Rio Paraíba do Sul e seu desejo era de voltar às águas do rio após a sua morte.

“Ele tinha como hobby, desde a mocidade, pescar. Não via necessário de um túmulo de cimento para guardar seus restos mortais, acreditava na bondade e solidariedade enquanto há vida. Dizia ele, do alto de sua sabedoria, que o corpo é apenas uma matéria, que o cuidado dele era com sua alma” – contou a nora de Omar ao SF Notícias.

A família acredita que o idoso morreu sem sentir dor. “Na noite de domingo, véspera de sua morte, meu marido e eu, ligamos para ele por volta das 21h da noite, depois dele ter voltado do trabalho da igreja onde congregava. Ele estava bem e disposto, não se queixou de nenhum mal estar. Dormiu e não acordou, é consenso na família que ele não tenha sentido nenhuma dor” – relatou. 

Omar por várias vezes declarou seu desejo pela cremação e o destino das cinzas. Ele deixou um casal de filhos, que fizeram todo o esforço necessário para atender seu pedido. “Fizemos eu como nora e os dois filhos, realmente um grande esforço para atender seu desejo, haja vista a necessidade urgente de agir os trâmites para a autorização da cremação e os entraves burocráticos que encontramos” – contou.

Neste domingo (10/09), as cinzas do senhor Omar, que foi pedreiro, considerado um dos melhores da cidade e tinha uma vitalidade invejável, foram dissipadas nas águas do rio. A cerimônia, regada de muita emoção, foi acompanhada por amigos e familiares e aconteceu próximo a casa em que o idoso morava na Ipuca.


Mais do SFn