doador 2

Fidelense faz doação de medula óssea e salva a vida de um homem

DFYHU
Fotos: Bárbara Freixo / arquivo pessoal

O propósito de salvar vidas tem motivado diversos fidelenses em campanhas de doação de medula óssea, e entre alguns dos moradores de São Fidélis, está Said Pinto Machado Junior, de 35 anos, que é militar reformado e possui um filho.

Ele foi um dos tantos fidelenses que foram até a quadra poliesportiva Humberto Maia, no Centro do município em 2010, para participar de uma campanha do HEMORIO. Naquela ocasião, foram coletadas amostras de sangue de pessoas que queriam se cadastrar como doadores de medula óssea.

Em entrevista a nossa equipe neste sábado (03), Said contou que a um mês o instituto REDOME – Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea, criado em 1993,  entrou em contato com o fidelense informando que haviam encontrado uma pessoa que era compatível com ele, e que precisavam de sua ajuda. O paciente que precisava da doação, é um homem da mesma faixa etária, e morador de São Paulo, cujo o nome não é divulgado.

doador 4

“Eles me ligaram e perguntaram se eu não poderia ser doador de medula para essa pessoa, que estava bem ruim, e precisava muito de ajuda. Eu disse que sim. Fui convidado pra ir ao Rio de Janeiro para fazer exames, e assim foi marcada a cirurgia, que é uma punção, devido a quantidade de medula”.

A cirurgia foi realizada na quarta-feira, dia 30 de setembro, no INCA – Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva, onde foram retirados 1 litro e 200 ml de sua medula (foi uma grande quantidade porque o paciente não estava bem e precisava de um pouco mais), e Said recebeu alta no dia seguinte. Na sexta-feira, ele já estava jogando bola. “Brinquei com os médicos dizendo que na sexta iria jogar bola. Eles não acreditaram que iria fazer isso. Mas na sexta eu já estava jogando e correndo bastante”.

doador“Se Deus assim me permitir e me der esse presente novamente, eu doaria quantas vezes for preciso e meu corpo suportar. O presente maior; quem recebeu fui eu eu poder ajudar a salvar uma vida. É uma sensação que não tem explicação. Um sentimento de paz e de missão a ser cumprinda”, concluiu Said ao ser perguntado se doaria novamente.

O SF Notícias apoia a campanha de doação de medula óssea. Em São Fidélis, a jovem Bárbara Freixo, é a representante do projeto Pró-Medula, um grupo de voluntários sem fins lucrativos, que tem como objetivo, conscientizar a população sobre a importância de se tornarem doadores de medula óssea.

SFn