sexta-feira , 9 dezembro 2016
morte ex prefeito

Fidelenses são condenados por homicídio de ex-candidato a prefeito do município

morte ex prefeito sf
Fotos: Blogger do Paulo Vicente / divulgação PRF

Quase uma ano depois, os acusados pelo homicídio do fidelense João Francisco Guerra Campanelli, de 64 anos, foram condenados pela justiça. Reveja a matéria do crime abaixo.

Fidelenses são presos após cometerem homicídio em Guapimirim

O crime ocorreu no começo da tarde do dia 04 de março de 2015 em um posto de combustíveis às margens da BR-116, na altura do km 106 em Parada Modelo, no município de Guapimirim. Wanderley Pinheiro da Silva, de 54 anos, conhecido como “Faca na Goela”, e Daniel da Silva Stellet, de 27 anos, conhecido como “Pastel”, que também são fidelenses, foram presos horas depois do crime em uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal na BR-101 em Campos; Eles estavam voltando para São Fidélis.

cerato2Durante a abordagem, os policiais encontraram um revólver calibre 38 com cinco munições intactas. A arma estava escondida embaixo do banco traseiro do veículo usado no crime, que seria da esposa de Wanderley. O pneu estepe do carro tinha uma perfuração com indícios de ter sido feita por arma de fogo.

cerato1O juri foi realizado no último dia 16 na Comarca de Guapimirim, onde Wanderley foi condenado a 20 anos de prisão, e Daniel, que foi o autor do disparo, foi condenado a 21 anos, ambos por homicídio duplamente qualificado. Daniel estava preso durante toda instrução criminal. Já Wanderley havia conseguido um habeas corpus. Durante a presos rsessão, foi decretado a prisão de Wanderley.

Segundo a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, Wanderley está foragido, e está sendo procurado pela polícia.

Para o conselho de sentença, os acusados agiram por motivo fútil, uma vez que o crime foi motivado por dívidas anteriores entre a vítima e Wanderley, além de praticarem tal fato mediante emboscada, o que dificultou a defesa da vítima, que foi atingida por um disparo na cabeça.

Ainda sobre o caso

No dia 12 desse mês, foi cumprido um mandado de busca e apreensão de documentos em uma clínica no Centro de São Fidélis, visto que Wanderley havia apresentado um atestado médico, o que provocou o adiamento da sessão que estava marcada para janeiro desse ano.

João Campanelli era engenheiro,  foi secretário de obras no governo de Guilherme Tito e candidato a prefeito para o pleito de 1987. Atualmente, vivia em Guapimirim.

homicidio 2

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *