sexta-feira , 13 dezembro 2019

Filhotes de cachorro são abandonados e dois morrem, na estrada do Palmital em São Fidélis Três foram resgatados e precisam de um lar onde possam ser alimentados; Em 2018, 11 cachorros foram encontrados mortos com sinais de envenenamento ao longo da mesma estrada e em algumas propriedades

Três foram resgatados e precisam de um lar onde possam ser alimentados; Em 2018, 11 cachorros foram encontrados mortos com sinais de envenenamento ao longo da mesma estrada e em algumas propriedades

Fotos: Divulgação

A estrada do Palmital, na zona rural de São Fidélis, voltou a ser palco da crueldade contra os animais. Após uma série de envenenamentos de cachorros entre janeiro de 2018 e fevereiro deste ano, cinco filhotes recém-nascidos foram abandonados na estrada, e dois deles acabaram morrendo. Os outros três foram resgatados por um morador do bairro Barão de Macaúbas, que passou pelo local nesta quinta-feira (03/10) e encontrou os animais. O rapaz levou os filhotes para uma clínica veterinária no Centro da cidade. Ainda não se sabe se os filhotes estão saudáveis, pois eles teriam menos de uma semana de vida, e a prioridade no momento é de que sejam alimentados.

A clínica irá doar medicação para vermes e para pulgas, mas os filhotes precisam de um lar temporário, onde possam ser alimentados na mamadeira ou seringa, com leite apropriado. Eles também podem ser amamentados por uma cadela, que tenha tido filhotes recentemente. Aqueles que puderem ajudar podem ir até a clínica, na esquina da Rua 5 de Março com Rua Guaraciaba, ou entrar em contato pelo Facebook AQUI. Na mesma clínica se encontra a cadelinha ‘Estefany’, que foi atropelada e precisa de um novo lar. (Confira AQUI)

Casos de envenenamento na estrada do Palmital

Somente no ano passado, 11 cachorros foram encontrados mortos com sinais de envenenamento ao longo da mesma estrada e em propriedades próximas. Em janeiro de 2018, as cadelas Cisa (de cinco anos) e Mia (de oito anos) morreram envenenadas. As duas viviam na rua, mas ganharam um lar ao serem adotadas por uma moradora da cidade, e estavam morando em um sítio na localidade de Palmital, onde morreram ao comerem pelanca com veneno que estava em uma sacola, que teria sido jogada por um homem. Um dia depois, no mesmo sítio, Apolo, que tinha um ano e meio, também foi encontrado morto com sinais de envenenamento. Outros dois cachorros também apareceram mortos na mesma estrada em fevereiro do ano passado. Ainda naquele mês, dois cachorros foram encontrados mortos com sinais de envenenamento no bairro Barão de Macaúbas, ao lado do Tiro de Guerra. Eles também teriam comido pelanca que estava em uma sacola.

Em agosto de 2018, seis cachorros foram encontrados mortos ao longo da estrada do Palmital e em propriedades na localidade. A suspeita também é de que todos tenham morrido por envenenamento. Já no mês de fevereiro deste ano, vídeos de cachorros e até urubus, que teriam ingerido veneno, foram divulgados em uma página no Facebook, voltada para divulgação de adoções e pedidos de ajuda para os animais no município. No vídeo aparecem dois cães mortos, aparentando ser da raça Burriler, conhecida como uma das raças que melhor auxiliam no pastoreio do gado. (Reveja AQUI)

Mais do SFn