quarta-feira , 19 dezembro 2018

Força da água provoca destruição durante enxurrada e moradores se unem na limpeza, em São João do Paraíso Água invadiu um centro educacional infantil, residências e estabelecimentos comerciais. Arrastou árvores, calçamento de ruas e destruiu muros e vários pertences dos moradores

Água invadiu um centro educacional infantil, residências e estabelecimentos comerciais. Arrastou árvores, calçamento de ruas e destruiu muros e vários pertences dos moradores

Imagens: Defesa Civil / Odair José / leitores

Os moradores da pequena São João do Paraíso, em Cambuci, ainda contabilizam prejuízos após a chuva deste domingo. Alguns vão passar os próximos dias em casas de parentes até conseguirem recuperar o que se perdeu. As residências que ficam próximas ao córrego que passa pelo distrito foram as mais afetadas. Os moradores não tiveram tempo de salvar algum pertence.

Durante a tarde deste domingo (25/11) um forte temporal atingiu o distrito. O córrego transbordou provocando uma enxurrada pelas ruas. Segundo os moradores, várias ruas ficaram alagadas, e a água invadiu um centro educacional infantil, residências e estabelecimentos comerciais.

Em uma das residências, a força da água provocou um buraco e estufou o piso (foto abaixo). Segundo o secretário municipal de Defesa Civil, Eduardo Werneck Paes, no primeiro momento o imóvel não será interditado, já que não houve danos na estrutura, mas uma avaliação com engenheiros será feita nesta segunda-feira (26).

Continua após a imagem

Muitos móveis, eletrônicos e eletrodomésticos, assim como outros pertences foram perdidos. Aos poucos os moradores iam colocando para fora tudo aquilo que a água destruiu. A água chegou à altura da cintura dentro de algumas casas e estabelecimentos comerciais.

Em alguns pontos, a força da água levou o calçamento das ruas, como na Rua XV de Novembro, e arrastou árvores. As imagens feitas pela Defesa Civil mostram que vários muros ao longo do córrego foram destruídos.

“Há muitos anos não acontece isso por aqui. Entrou água em várias casas, padaria, lojas de roupas e até no Banco do Brasil”, disse o morador Odair José Barbosa Castro, que registrou a força da água em vídeos (veja no final).

Continua após a imagem

Assim que a água foi diminuindo, os moradores se uniram e começam a limpar as suas residências e as ruas. Muitos vão passar a madrugada limpando seus imóveis. Um empresário usou sua máquina para ajudar na limpeza das ruas, tirando o excesso de lama.

Segundo os moradores, choveu por aproximadamente uma hora, sem parar. No sábado (24) o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC) colocou a região em atenção para tempestades de raios, chuvas intensas e acumulado de chuva. A chuva não veio no sábado, mas o órgão manteve o alerta para este domingo. Choveu em outras cidades da região, mas a maior quantidade de chuva caiu em São João do Paraíso. Para os moradores foi uma cabeça d’água.

O distrito não possui uma estação pluviométrica, mas pelas imagens e relatos de moradores nas redes sociais, choveu muito em pouco tempo. Na imagem abaixo, publicada pela professora Regina Célia Leal, com a marca nas paredes e no portão, é possível ver aonde a água chegou.

Continua após a imagem

Veja outras imagens feitas pela Defesa Civil após o temporal, além do vídeo feito pelo Odair José Barbosa Castro.


Mais do SFn