segunda-feira , 11 dezembro 2017

Funcionários do Armando Vidal protestam contra atraso no repasse de verbas da prefeitura

hospital
Fotos: SF Notícias

Funcionários da Associação Hospitalar Armando Vidal, em São Fidélis, protestaram na manhã desta segunda-feira (28/11) contra o atraso no repasse de verbas do mês de outubro por parte da prefeitura do município.

O valor de R$ 610.841,88 é referente à 26º parcela do contrato firmado entre a unidade e a prefeitura, contrato este que termina no dia 31 de dezembro deste ano. Em ofícios enviados para a prefeitura, a Associação Hospitalar lembra que não tem responsabilidade em atender, ou fazer, a atenção básica cuja responsabilidade é da prefeitura. No entanto a unidade mantem os serviços de emergência e urgência em cumprimento ao acordo firmado.

A Associação informou ainda que o atraso no repasse faz com que os médicos se limitem em atender, apenas, e tão somente os casos de urgência e emergência. Sem o repasse, todos os funcionários da unidade estão com os salários atrasados.

Em nota, a prefeitura disse que; “O repasse que está sendo cobrado pela Associação Hospitalar venceu no último dia 18/11, portanto. O valor do repasse, que chega através do Fundo Nacional de Saúde, já foi recebido pela Prefeitura Municipal de São Fidélis, mas, como esse valor é pós-fixado, estão sendo analisados os valores a serem repassados, de acordo com a prestação de serviços do Hospital. O repasse é dividido em duas partes, uma pós-fixada de aproximadamente 435.000,00, e uma pré-fixada no valor de 175.000,00. Ainda de acordo com Ricardo, após o retorno da Secretária de Saúde, que está em reunião no Rio de Janeiro, será dado o parecer final, e, na próxima semana, o repasse da parte pós-fixada será concretizado. Quanto à parte pré-fixada, esta será repassada após o pagamento dos servidores municipais, como já de costume. De setembro de 2014 a novembro de 2016 foram repassados 15.090.799.55. Em 2016 já foram repassados 6.275.026.55. Ressalta-se que os repasses sempre aconteceram e o Hospital Armando Vidal jamais deixou de receber as parcelas”.


Mais do SFn