quinta-feira , 8 dezembro 2016
2

Gastos com profissionais de educação física, nutricionistas e academias podem ser deduzidos do Imposto de Renda

1
Fotos: Reprodução.

Os gastos com profissionais de educação física, nutricionistas e clínicas ou academias de atividade física poderão passar a ser deduzidos do Imposto de Renda. Pelo menos é o que está previsto no projeto de lei 112/2012, que já foi aprovado pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), e passará pela Câmara dos Deputados.

A proposta foi apresentada pelo ex-senador Eduardo Lopes (PRB-RJ), que disse que questões nutricionais, que envolvem desde a desnutrição até a obesidade mórbida, já são consideradas problemas de saúde pública no Brasil. Para Eduardo, a dedução desses gastos do Imposto de Renda, como parte do tratamento médico, vai favorecer os brasileiros.

O autor da PL conta com o apoio do ex-jogador de futebol e senador Romário (PSB-RJ), que modificou o texto e participou da aprovação no CAS. Segundo ele, a obesidade atinge mais de 20% da população brasileira, e este índice deve ser reduzido. Uma das soluções seria incentivar a prática de exercício físico, o que Romário tratou como um instrumento importante da política de saúde pública. De acordo com o Senador, o incentivo não pode ser feito apenas em casos que as doenças já se instalaram, mas sim fazer uma ação preventiva.

Atualmente, é possível abater do imposto de renta despesas com médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, hospitais, exames laboratoriais, serviços radiológicos, aparelhos ortopédicos e próteses ortopédicas e dentárias.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *