Gestantes de Campos têm resultados negativos para zika

gestante 2
Fotos: reprodução

A Secretaria Municipal de Saúde de Campos informou ontem que do total de 28 casos suspeitos para zika vírus enviados à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), dois resultados deram negativos para a doença. A secretaria está aguardando resultados dos demais exames, entre eles, de uma gestante fidelense.

O material analisado é de duas gestantes campistas, segundo a assessoria de imprensa da secretaria de Saúde. Quando atendidas, as pacientes foram liberadas, mas vinham sendo monitoradas. Os amostras de sangue foram enviadas no dia 30 de novembro.

Até a última quinta-feira (17/12), Campos tinha 28 casos suspeito de zika vírus, cujas amostras de sangue foram enviadas para análise, sendo 19 gestantes. A associação entre zika vírus, transmitida pelo Aedes aegypti, e o nascimento de bebês com microcefalia — malformação que causa sérias deficiências encefálicas e de desenvolvimento —, vem preocupando as gestantes e a classe médica de todo o país.

Quanto a dengue, são 3.709 o número de casos confirmados da doença. Segundo o diretor Centro de Referência de Doenças Imuno-infecciosas (CRDI), Luís José de Souza, a situação é preocupante, já que as projeções vêm apontando que a cada mês, o número de casos aumenta se comparado ao período anterior.

“O vírus se espalhou por todo o município e a tendência é de que haja mais casos da doença. O poder público terá de trabalhar muito para tentar diminuir os focos”, comentou o médico. O município também já registrou três casos de chikungunya, todos importados, de pessoas que voltaram de viagem ao Nordeste do país. Um novo balanço deve ser divulgado nesta semana.

Fonte: Secom

SFn