segunda-feira , 18 dezembro 2017
Fotos: Divulgação

HIPERATIVIDADE E DÉFICIT DE ATENÇÃO SAIBAM QUAIS ALIMENTOS DEVEM SER EVITADOS

Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação

“A hiperatividade é caracterizada pela desatenção e impulsividade. Este problema é muito mais frequente em meninos do que em meninas. A falta de atenção pode ser identificada pela dificuldade de prestar atenção em atividades escolares e de trabalho; parecer não escutar quando os outros falam com você; não seguir instruções e não terminar tarefas escolares, domésticas ou no trabalho; dificuldade em organizar tarefas e atividades, pois adultos também sofrem do mal”

A ingestão de uma boa quantidade de hortaliças, vitaminas, cereais, é essencial para uma alimentação saudável, porém há alimentos que podem ser evitados para diminuir esses problemas.

Alimentos e bebidas contendo cafeína devem ser retirados da dieta, visto que a cafeína tem poder excitatório. O excesso na ingestão de carnes vermelhas também pode ser um fator decisivo, pois podem agir como estimulante físico aumentando a excitação.
Devemos nos preocupar também com aditivos alimentares, por exemplo, os salicilatos, que são substâncias usadas em alimentos para dar cor e sabor. Esses aditivos podem bloquear a produção de protaglandina, um fluido corporal que age como hormônio e controla muito dos processos físicos no corpo estimulando as células nervosas.

As prostaglandinas estão envolvidas nas reações alérgicas que bloqueiam a sua liberação, sendo assim, deve-se observar o paciente e descobrir alimentos que para ele são alergênicos. O açúcar refinado em excesso, deve ser evitado, pois pode aumentar a produção de adrenalina.

O ômega 3 e o ômega 6 são considerados gorduras essenciais para o nosso corpo, as quais obtemos através da dieta e não somos capazes de produzi-las. O nosso corpo usa essas gorduras essenciais para formar hormônios responsáveis por muitas funções. O aumento na ingestão de ômega 3 e ômega 6 pode trazer benefícios comportamentais nas crianças hiperativas. Alimentos ricos em gorduras essenciais são os peixes, óleo de canola, soja, semente de linhaça e óleo de prímula.

Alimentos que contém salicilatos e devem ser evitados:
• Frutas secas, Morango, framboesa, amora, Laranja, Damasco, Pepino, Picles, Molho de tomate, chás.


Mais do SFn