terça-feira , 6 dezembro 2016
igreja de cambiasca

História e Cultura apresenta: A história de Cambiasca

Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Ponte Nova
A história de Cambiasca

Olá, caros leitores!

Trago para vocês nessa semana um pouco da história de uma das localidades mais antigas de São Fidélis, o distrito de Cambiasca. Aproveito a data festiva de Nossa Senhora da Conceição (08/12), padroeira da localidade, para compartilhar com você, que acompanha minha coluna, um artigo inédito, que trata somente dessa importante localidade, que, exceto a sede do município, era a mais promissora da região que hoje chamamos de São Fidélis, e acredite: estou me referindo a Cambiasca (na época, Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Ponte Nova).

Será uma série de três artigos. Esse será o primeiro, e ainda neste mês, o segundo, sobre a história de Colônia. O terceiro, no início de janeiro de 2016, sobre Valão dos Milagres, aproveitando a ocasião da festa de Nossa Senhora dos Milagres, em 08/01.

asdfgjjjh
fotos: arquivo pessoal / reprodução

A origem da freguesia, começa em uma localidade chamada atualmente de Colônia. Pela provisão de 05 de abril de 1854 foi criada da colônia do Valão dos Veados um curato eclesiástico, reconhecido no ano seguinte pelas autoridades, sendo elevado a freguesia em 17 de outubro de 1857, com o nome de São João Batista do Valão dos Veados (atual Colônia).Não sendo tão próspero o arraial, e com a construção de uma ponte ligando a freguesia de São João de Leonissa à então freguesia de São Fidélis, a sede da Freguesia deixou de ser Valão dos Veados, sendo transferida para o arraial da Ponte Nova, e passando a ser denominada Freguesia de Nossa Senhora da Conceição da Ponte Nova, reconhecida em 24 de dezembro de 1864, com grandes fazendas de produção de cana e café.

Fazendas mais importantes da época:
Nome e proprietário
Ipituna – Octávio Honório de Faria
São Tomé- Major Cândido José de Magalhães Garcez
São Joaquim – D.Maria Dias
Recreio- Coronel José Peixoto de Oliveira Sousa
Boa Esperança – Desconhecido
Pouso Alto – Desconhecido

Na época o território da freguesia contava com mais de cinco mil pessoas livres e escravas.Hoje, esse território, que corresponde ao 4º e 5º distritos, Colônia e Cambiasca respectivamente,possui 5.502 habitantes (censo 2010), ou seja, depois de mais de 150 anos a população praticamente não aumentou.

12351213_1102258189796958_246538104_nDenominado Arraial da Ponte Nova desde 1911, o lugar passou a ser distrito de São Fidélis a partir de 1938 com o nome de Ponte Nova.Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31/12/1943, o distrito de Ponte Nova passou a denominar-se Cambiasca, por um pedido da população, pois já havia um lugar chamado Ponte Nova, sendo melhor escolher um nome que se diferencia-se. Assim, escolheu-se então o sobrenome de um dos maiores catequizadores da região, Frei Victório de Cambiasca.

Até hoje o antigo costume dos moradores do distrito de falar que ‘vai na Ponte Nova’ permanece, mantendo parte da cultura local preservada.
Cambiasca foi a única das freguesias da região que não prosperou, e pelo contrário,só perdeu teve sua população diminuída.A localidade já teve grandes fazendeiros, exposições artísticas, festas de grande porte, até padre morando, porém com o tempo foi declinando, e hoje vive basicamente da agricultura e da pecuária.

Espero que tenha gostado do artigo, caro leitor.Em breve leia também sobre a história de Colônia e Valão dos Milagres, e, se tiver um tempo, veja também outros artigos já publicados em minha coluna: Histórias e Culturas.
Até breve.

EvandoFreitas
SFnotícias

12358080_1102258163130294_2008213034_n

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *