segunda-feira , 16 julho 2018

Homem chamado Jesus que foi morto crucificado ressuscita após 3 dias. Especialistas dizem que o fato foi a concretização de uma profecia, mas alguns religiosos discordam.

Especialistas dizem que o fato foi a concretização de uma profecia, mas alguns religiosos discordam.

Fotos: Reprodução

Um homem de 33 anos, que foi morto na última sexta-feira acaba de ressuscitar. Seu sepulcro foi encontrado vazio por uma mulher. Conhecido como Jesus de Nazaré, ele foi crucificado após ser julgado e condenado por religiosos conhecidos como fariseus que não acreditavam que ele era o Cristo enviado por Deus para a remissão dos pecados da humanidade.
As informações foram confirmadas por Maria Madalena e suas amigas; Maria, mãe de Tiago, e Salomé. Elas contam que foram ao sepulcro logo ao amanhecer deste domingo, e chegando lá encontraram o túmulo aberto. Madalena teria entrado no local e avistou um anjo, o qual teria assegurado. “Ele já ressuscitou, não está mais aqui”. Horas depois, ela diz ter tido um encontro pessoal com Jesus que lhe pediu para avisar aos seus discípulos que ele havia voltado dos mortos.

Dois homens que viajavam sentido a Emaús também afirmam que se encontraram com Jesus. O jovem galileu também foi visto por seus discípulos numa casa em Jerusalém. “No início quando me contaram, eu duvidei, mas depois ele se apresentou em carne e osso e pediu para que eu tocasse nele, e eu pude comprovar que realmente ele está vivo”, contou com entusiasmo o discípulo chamado Tomé.

A notícia já se espalhou rapidamente. É grande a alegria daqueles que creem na ressurreição do homem que fez inúmeras maravilhas no meio dos judeus e gentios. “Eu vi ele dá vista ao cego Bartimeu”, contou um morador de Jericó à reportagem. Outro afirma que ele fez um aleijado andar e um surdo ouvir. São muitos os relatos de testemunhas sobre este homem. Uns dizem ser um profeta, outros que ele é o Messias, o Salvador do mundo. Há um grande alvoroço no meio dos fariseus, saduceus, escribas e outras classes religiosas, que negam a sua ressurreição.

O discípulo Pedro revelou à reportagem que Jesus havia garantido que ele morreria, mas que ao terceiro dia haveria de ressuscitar para dá vida eterna àqueles que creem que Ele é o filho de Deus. Ainda segundo o apóstolo, Jesus teria assegurado que estaria com os seus todos os dias até a consumação dos séculos “.

Acreditamos que assim seria a notícia da ressurreição de Jesus. Texto adaptado de Rober Mattos.

O SFn deseja a todos os leitores uma feliz páscoa, e que o verdadeiro significado deste dia nunca se perca e que Jesus que vivo está conforte, de paz e alegria a todos nós.
Redação do SF Notícias.


Mais do SFn