sexta-feira , 6 dezembro 2019

Identificadas vítimas de chacina: Veja detalhes do crime que chocou Pádua Dois jovens - um de 19 e outro de 28 anos - foram presos e um menor de 14 anos apreendido por envolvimento no crime

Dois jovens - um de 19 e outro de 28 anos - foram presos e um menor de 14 anos apreendido por envolvimento no crime

Foto: SF Notícias

Dois jovens – “G.A.S.”, de 28 anos, e “M.V.A.E.”, de 19 anos – foram presos e um adolescente de 14 anos foi apreendido acusados de participação na chacina que chocou Santo Antônio de Pádua na tarde deste domingo (06/05). Os corpos de quatro homens foram encontrados carbonizados dentro de um veículo na estrada da localidade de Morro Grande, na zona rural.

Era por volta das 14h55 quando o Destacamento 2/21 do Corpo de Bombeiros de Pádua foi acionado para uma ocorrência de fogo em veículo. A Polícia Militar também foi acionada logo após o crime, por moradores que ouviram os diversos disparos de arma fogo. Em um áudio que circula por grupos de Whatsapp, uma moradora relata o desespero de pessoas que estavam em um churrasco próximo ao local do crime. “Foi um tiroteio! Tivemos que correr para se esconder debaixo das mesas e da churrasqueira. Eles correndo atrás do Thiago”, disse a moradora.

Para a Polícia Civil, as vítimas foram amarradas e executadas a tiros. Em seguida, colocadas em um veículo que foi incendiado pelos criminosos. Na lataria da parte traseira do veículo é possível ver diversas perfurações de arma de fogo. A polícia acredita que as vítimas tenham sido mortas em um local diferente de onde o carro foi encontrado, mas na mesma estrada.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, foram os três presos que deram a identificação dos mortos. Segundo eles, no veículo estavam Thiago Pinheiro, de 34 anos, Sérgio Mauro Barbosa da Silva, de 21 anos, Caio Brito Sipriano, de 20 anos, e Matheus Souza Araújo, de 19 anos. Dois dos quatro corpos estavam no porta-malas do veículo, um Chevrolet Ônix. Após perícia no automóvel, os corpos foram removidos  pelo rabecão do Corpo de Bombeiros de Itaperuna e encaminhados para o Instituto Médico Legal, também em Itaperuna.

continua após a imagem

Motivação do crime

Segundo a Polícia Civil, houve uma dissidência entre o grupo que domina o tráfico no Morro do Gabry. Os mortos queriam, de acordo com a polícia, mudar de facção. Teria sido marcada então uma reunião, onde as vítimas foram executadas.

Pelo menos 11 pessoas teriam participado do crime. O grupo teria usado três motos e dois carros para praticar o crime. Na fuga os criminosos abandonaram dois veículos. Um deles foi encontrado em uma estrada que dá acesso ao município de São José de Ubá. De acordo com a polícia, o veículo é clonado.

Horas após o crime a Polícia Militar fez operação em São José de Ubá, para onde outros quatro envolvidos na chacina teriam fugido. A polícia pede para que a população colabore denunciando.

Os dois jovens presos e o menor apreendido foram autuados por homicídio duplamente qualificado e formação de quadrilha. Na delegacia, orientados por advogados, eles disseram que só iriam falar em juízo.

Atualização de informações: 09h50 de segunda-feira (07)

Mais sobre este assunto

Mais do SFn