terça-feira , 22 outubro 2019

Ilustradores e roteiristas de São Fidélis promovem ‘Oficina de Quadrinhos’ para estudantes Objetivo é estimular a criatividade, peneirar talentos, apresentar novas opções de profissão e oferecer a oportunidade dos alunos desenvolverem seus próprios quadrinhos

Objetivo é estimular a criatividade, peneirar talentos, apresentar novas opções de profissão e oferecer a oportunidade dos alunos desenvolverem seus próprios quadrinhos

Fotos: Divulgação/ PA Comics

Através da Paint Art Comics, o ilustrador Carlos Henrique, de 25 anos, e o roteirista José Manoel Júnior, de 26, criadores da HQ ‘O Pistoleiro’, estão promovendo oficinas de quadrinhos para alunos do Colégio Estadual de São Fidélis. A iniciativa surgiu após uma participação dos jovens como jurados em um Show de Talentos do colégio. “Ficamos muito surpresos ao ver a qualidade dos trabalhos dos alunos. Havia desenhos sensacionais em qualidade, porém limitados a retratos de artistas e personagens já conhecidos, despertando em nós a curiosidade sobre esses alunos. Nos juntamos com a direção do CESF e a professora Sônia Sóta e falamos sobre a possibilidade de trabalharmos com esses alunos de forma que pudéssemos lapidar essa habilidade deles” – conta José Manoel. A dupla acreditou no potencial dos estudantes, e reconhecendo a carência de trabalhos do tipo nas instituições escolares do município, uniu forças a outros artistas e embarcaram no projeto.

A primeira oficina foi realizada na última quinta-feira (08/08) e cerca de 50 alunos estão participando. “É necessário sair um pouco da matemática, ciências, geografia e dar a esses alunos a oportunidade de mostrarem seus talentos. A arte edifica, é nisso que acreditamos. A oficina é uma atividade extracurricular, dando a liberdade aos alunos decidirem se querem ou não participar” – ressalta o roteirista. A princípio, as oficinas acontecerão às sextas-feiras, durante os meses de agosto e setembro. Ao final, será produzida uma revista, na qual os alunos poderão contar suas próprias histórias. O intuito da PA Comics, junto à Discarga Comix – Felipe Baptista e Douglas Pedroza – é estimular a criatividade, peneirar talentos, apresentar novas opções de profissão e oferecer a oportunidade dos alunos desenvolverem seus próprios quadrinhos. 

“Já recebemos procura de outras escolas para levar a oficina até elas também. Temos os planos, os convites, agora é buscar uma forma de encaixar em nossa agenda. Com nosso universo de HQs em expansão, o trabalho quadruplicou. Aumentamos nossa equipe e temos trabalhado bastante. Mas, esperamos conseguir conciliar tudo e levar a oficina por todo o município” – disse o jovem. Ele afirma ainda que alguns alunos se queixaram da falta de eventos e oficinas do gênero não só nas escolas, como na cidade.

“Inclusive, nós da PA Comics, gostaríamos de fazer um apelo aos governantes para dar mais atenção aos nossos jovens, é necessário um apoio na área artística. Nós mesmos acabamos tendo que sair muito de nossa cidade para apresentar nosso trabalho, e isso faz muita diferença. Até mesmo por esses motivos, decidimos realizar essa oficina. É necessário o apoio a arte e a cultura. É necessário mostrar aos jovens que eles não estão sozinhos e que escrever, desenhar, colorir não é apenas um hobby. Vivemos em um país onde nossos sonhos são diminuídos pela pressão social. E é aí que entramos. Somos resistência a esse tipo de pensamento e é isso que queremos levar aos jovens. Existem infinitas possibilidades de trabalho e o sonho desse jovem é importante demais para ser taxado como “hobby” – destacou José Manoel.

Mais do SFn