quarta-feira , 21 novembro 2018

Implantação do Documento Nacional de Identidade no estado é tema de reunião no TRE-RJ Corte Eleitoral fluminense tem interesse em dar início à emissão do DNI a partir de novembro

Corte Eleitoral fluminense tem interesse em dar início à emissão do DNI a partir de novembro

Fotos: Divulgação/ SF Notícias

A implantação prioritária do Documento Nacional de Identidade (DNI) no estado do Rio foi tema de uma reunião ocorrida nesta segunda-feira (18/06). Na ocasião, estiverem reunidos o presidente do TRE-RJ, desembargador Carlos Eduardo da Fonseca Passos, o deputado federal Julio Lopes, integrante do Comitê Gestor da Identificação Civil Nacional (ICN), e o diretor de Identificação Civil do Detran-RJ, Marcio Bahiense.

Em ofício enviado ao Tribunal Superior Eleitoral, o presidente do TRE-RJ afirmou que “as tratativas evoluíram bastante, no sentido de que seja firmada uma parceria entre as instituições para agilizar os procedimentos atinentes à emissão de tais documentos, visando à prestação de um serviço público de excelência”. O presidente informou ainda o interesse da Corte Eleitoral fluminense em dar início à emissão do DNI nas Centrais de Atendimento ao Eleitor a partir de novembro.

O DNI é um documento digital gerado por meio de aplicativo gratuito para smartphones e tablets, que tem validade em todo o território nacional, e somente poderá ser utilizado por quem já fez o cadastramento biométrico (coleta de foto e das impressões digitais) na Justiça Eleitoral. Após se cadastrar no aplicativo, o cidadão deverá se dirigir a um posto de atendimento para validar o cadastro. Esse procedimento tem como objetivo reforçar a segurança, a confiabilidade e a higidez da identificação.


Mais do SFn