domingo , 11 dezembro 2016
incendio desengano 2

Incêndio no Parque Estadual do Desengano mobiliza bombeiros, guarda-parques e policiais ambientais

incêndio no parque estadual

Uma força tarefa está sendo montada para manter viva a unidade de conservação mais antiga do Estado do Rio de Janeiro, e reduto do Muriqui do Sul e da Onça-Parda. Equipes de Guarda-Parques, policiais da 3º Unidade de Polícia Ambiental (3ª UPAm) e bombeiros estão sendo mobilizados para combater mais um incêndio criminoso que destrói uma das mais belas trilhas do Parque Estadual do Desengano, que fica entre Campos, São Fidélis e Santa Maria Madalena.

Desde a manhã desta terça-feira a área entre a Serra do Mocotó e Poço Parado está sendo atingida por incêndio que começou em uma fazenda. Segundo informações do gestor do parque, Carlos Dário, o proprietário da fazenda teria colocado fogo para limpar a propriedade, mas as chamas se espalharam e afetaram a mata. O clima seco – não chove no parque há um mês – ajudou na propagação do incêndio. “Fomos informados por um morador local e o sistema de monitoramento de satélite do INEA acusou minutos antes”, disse Carlos.

Carlos contou ainda que o proprietário foi identificado, mas fugiu do local. Uma aeronave foi usada nesta terça para dar início ao combate. As equipes irão retornar ao local na madrugada desta quarta-feira. Dez Guarda-Parques, policiais da 3ª UPAm e equipes dos bombeiros do 5º GBM estão sendo mobilizados.

Os policiais irão fazer buscas pelo responsável da fazenda. Ele será autuado administrativamente e criminalmente. Além de ser multado, ele terá que recompor a área destruída. No mês passado, o Parque Estadual do Desengano lançou uma campanha para combater os incêndios florestais.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *