segunda-feira , 24 abril 2017

Inea diz que área onde jovem contraiu febre amarela fica em São Fidelis, mas não no Parque do Desengano Após oito dias internado no hospital, fidelense foi diagnosticado com febre amarela

Após oito dias internado no hospital, fidelense foi diagnosticado com febre amarela

Área onde jovem esteve não fica dentro do Parque do Desengano

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou que o estudante infectado pelo vírus da Febre Amarela no município de São Fidélis não esteve acampado na área do Parque Estadual do Desengano, que abrange os municípios de São Fidélis, Santa Maria Madalena e Campos dos Goytacazes. Segundo o órgão, o acampamento foi realizado na região conhecida como Bufão/Arrependimento, na cidade de São Fidélis.

Os acampamentos nos parques naturais só podem ser feitos nas áreas destinadas a prática e com autorização prévia. Fora isso é considerado ilegal, e infringe algumas das normas de conduta do visitante, estabelecidas no Plano de Manejo. O acampamento no local também pode ser considerado um crime ambiental, de acordo com a Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) e também infração ambiental, prevista na lei estadual 3467/2000, referentes a danos diretos e indiretos às Unidades de Conservação.

O Inea informa ainda que o Parque Estadual do Desengano permanece aberto à visitação. No local, as pessoas podem observar aves, fazer ciclo-turismo, praticar trekking, montanhismo e turismo rural guiado. As atividades têm orientação da equipe do parque. É importante ressaltar que as pessoas devem se vacinar contra a Febre Amarela antes de visitarem áreas de mata.​

Em entrevista ao SF Notícias, a mãe do estudante disse que o filho vem apresentando melhoras, mas segue em observação e sendo monitorado. Segundo Carla Malafaia, o primeiro sintoma do filho foi a febre alta, acima dos 39°C, além de dores nos olhos e costas. Veja o vídeo.



Mais do SFn

SFn