sábado , 10 dezembro 2016
igreja matriz de itaocara 1

Itaocara completa 125 anos de emancipação político-administrativa

12019926_119330011760328_2856457741949529936_n
Fotos: Arquivo Itaocara Patrimônio.

Nesta quarta-feira (28.10), o município de Itaocara comemora 125 anos de emancipação político-administrativa. Foi exatamente nesta data, em 1890, que a então freguesia foi elevada à categoria de vila, deixando de fazer parte do território de São Fidélis.

Tudo começou em 1809, quando o Frei Tomás de Civita Castello chegou à região para catequizar os índios daquela região. Ao chegar à aldeia, ele a denominou de São José de Dom Marcos, homenageando ao antigo vice-rei Marcos de Noronha e Brito. Porém, os habitantes preferiram chamar o local de Itaocara, que em tupi significa “praça da pedra”, fazendo referência ao penhasco que lhe fica fronteiro, na margem oposta do Rio Paraíba do Sul.

Antes ser vila, Itaocara ainda foi Curato de São José de Leonissa da Aldeia da Pedra. Em 1891, já como vila, foi adquirido o distrito de Nossa Senhora da Conceição de Estrada Nova, antes pertencente à Cantagalo. No mesmo ano foi criado o distrito de Três Irmãos, totalizando quatro distritos com os dois antes existentes: a sede e Pedro Correa, onde atualmente é Aperibé, que em 1892 passou a pertencer à Santo Antônio de Pádua.

A elevação à cidade aconteceu no dia 27 de dezembro de 1929, pela lei estadual nº 2335. Nos dias de hoje Itaocara tem seis distritos: Itaocara, Laranjais, Portela, Jaguarembé, Estrada Nova e Batatal, tendo ainda 18 bairros.

12049683_119330215093641_8248661593362229329_n 12187708_119329835093679_3969724623044286685_n

SFn