carlos itaocara 5

Itaocarense deixa interior e se torna assistente da presidente da República

carlos itaocara 2
Fotos: Arquivo Pessoal

Natural de Itaocara, Carlos Alberto Moreira da Silva, de 39 anos, viu sua vida mudar quando decidiu deixar a cidade com apenas 16 anos e entrar para a Marinha do Brasil. Uma única vaga para compor a equipe do Comandante Geral levou o itaocarense para Brasília, onde atualmente trabalha como Assistente Pessoal da ex-presidente da República, Dilma Rousseff.

Em entrevista ao SF Notícias, o militar contou como foi sua vida no interior do Estado e o caminho que precisou trilhar para chegar ao Planalto. “ – Eu sou natural de Itaocara e vivi excelentes anos de minha vida na cidade. Estudei em grandes colégios e aos 16 anos entrei nas Forças Armadas”. Ao entrar para o exército, Carlos precisou se mudar para Pernambuco, onde foi aprendiz marinheiro. “- Fui direto para o Estado de Pernambuco morar entre Recife e Olinda. Foi difícil viver longe da família e da cidade, mas com o tempo isso foi sendo normal. Minha mãe, Maria Ilza, ainda mora em Itaocara, no Bairro Florestal” – lembrou.

Ele conta que não tinha planos de trabalhar em Brasília, nem no cargo que ocupa, mas quando a oportunidade carlos itaocara 3surgiu ele decidiu tentar. “- Eu não tinha planos, foi o acaso. Abriu uma vaga para compor a equipe do Comandante Geral da Marinha, fizeram uma seleção  e depois de seis meses fui chamado, depois disso vim pra Brasília e já achava o máximo. Mas, pra minha surpresa, houve outra vaga pra ser assistente pessoal da presidente e arrisquei, novamente após alguns meses fui o escolhido, em 2012” – recorda.

Ao lado da presidente, Carlos teve a oportunidade de viajar pelo país e conhecer líderes dos Estados Unidos, Alemanha e Bolívia. “ – Fiz algumas viagens no Brasil e nesse tempo convivi com autoridades do mundo todo, como Barack Obama, Angela Merkel e Evo Morales”. Quando surgiam oportunidades, o filho do interior não deixava de exaltar sua terra aos governadores que conhecia. “Falava muito de toda a região, chegava a insistir quando não sabiam, sempre descrevia a cultura, a economia, o jeito do povo hospitaleiro e as festas da região. Eu me orgulho muito de Itaocara e do noroeste fluminense”.

Devido à jornada de trabalho, as viagens são escassas para o assistente presidencial. “Quase não vou visitar minha família. As férias ficam condicionadas ao calendário e necessidades do trabalho, mas quando consigo ir é um período que gosto muito, pois tenho muita saudade, a família é nossa base” afirmou.

Carlos é a prova de que não importa de onde você venha, pois com empenho pode-se chegar a qualquer lugar. Para aqueles que desistem por medo de tentar, o itaocarense afirma: “Eu acho que os sonhos estão ao alcance de nós, apenas uma ponte nos divide, que é o nosso esforço e dedicação contínua. Nunca sabemos qual porta será aberta, mas devemos estar preparados quando se abrir. Pode ser que nos seja oferecido algo de baixo no início, mas algo que sempre desejamos vai estar mais à frente” – finalizou o assistente da presidente.

SFn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *