Itaperuna registrou maior volume de chuva no mês de novembro em 51 anos, diz Inmet Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, choveu mais de 100 mm no município na última segunda (11); temporal provocou vários transtornos

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, choveu mais de 100 mm no município na última segunda (11); temporal provocou vários transtornos

O município de Itaperuna, no Noroeste Fluminense, ainda se recupera do forte temporal registrado na última segunda-feira (11/11). De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a estação meteorológica convencional do município registrou naquele dia, 101,9 mm. Foi o maior volume de chuva registrado para o mês de novembro nos últimos 51 anos – desde 1968. A grande quantidade de chuva em poucas horas gerou vários transtornos aos moradores. Diversas ruas ficaram inundadas e em algumas delas, a água se aproximou do teto de carros. Em outras, a correnteza assustou moradores. Houve transbordamento do valão que corta o bairro Cehab. A rodoviária ficou completamente inundada e a água invadiu residências, comércios e até um supermercado. (Reveja AQUI

)

Fotos: Prefeitura de Itaperuna

Diversos pontos ficaram com lama acumulada após a forte chuva. Dois caminhões pipa, dois caminhões caçamba, uma retroescavadeira e uma enchedeira foram destinados a auxiliar nos trabalhos de limpeza nos bairros e estradas vicinais. Nesta quarta-feira (13/11) equipes da Secretaria de Obras ficaram concentradas na retirada de lama das vias próximas ao Hospital São José do Avaí e PU. Outra parte da equipe atuou nas Ruas Maria Viana Sobral e José de Assis Barbosa, no Bairro Cehab. Na terça (12) a Defesa Civil atendeu dois chamados, o primeiro foi a queda de um muro que estava próximo a uma construção na Rua Said Monteiro de Barros, na Cidade Nova. Parte dos destroços atingiu a parede de uma casa vizinha. Outro ponto vistoriado foi na Travessa Coronel Acácio, antigo Parque de Exposições da Capil, onde a estrutura do muro também está comprometida e com risco de desabar.

A Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação também atua para ajudar às famílias que tiveram suas casas atingidas. Equipes visitaram casas, buscando auxiliar a cada família de acordo com as demandas apresentadas. Ainda na noite de segunda (11) para ajudar na travessia de trabalhadores, pacientes e acompanhantes em diversos pontos alagados da cidade, inclusive próximo ao Hospital São José do Avaí, PU e UPA, a Secretaria de Educação disponibilizou um ônibus escolar para a locomoção. Para o feriadão, a previsão é de mais chuva em todo o estado, segundo a Climatempo. Nesta sexta (15) a chuva pode voltar a gerar transtornos, principalmente em locais onde o solo já está encharcado.

Mais do SFn