terça-feira , 22 outubro 2019

Jornalista Ricardo Boechat morre em queda de helicóptero, em São Paulo Boechat retornava para São Paulo após ministrar uma palestra em Campinas; Pai do jornalista morou em Aperibé

Boechat retornava para São Paulo após ministrar uma palestra em Campinas; Pai do jornalista morou em Aperibé

Foto: Reprodução/ TV Globo

Morreu nesta segunda-feira (11/02) o jornalista, apresentador e radialista Ricardo Eugênio Boechat, de 66 anos. Ele estava em um helicóptero que caiu na Rodovia Anhanguera, em São Paulo, e bateu na parte dianteira de um caminhão que transitava pela via. O piloto também morreu.

Boechat ministrou uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo nesta segunda. Ele era apresentador do Jornal da Band e da rádio BandNews FM e colunista da revista IstoÉ. O jornalista também trabalhou nos jornais “O Globo”, “O Dia”, “O Estado de S. Paulo” e “Jornal do Brasil” e foi comentarista no Bom Dia Brasil, da TV Globo.

Ganhador de três edições do Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro, Boechat nasceu em Buenos Aires em 13 de julho de 1952. Em entrevista ao Blog do Flavio Siqueira, em 2009, o jornalista contou que seu pai, Dalton Boechat, morou em Aperibé, quando o mesmo ainda era distrito de Santo Antônio de Pádua.

Boechat iniciou sua carreira em 1970, como repórter do extinto jornal “Diário de Notícias”. Em 1983, foi para o jornal “O Globo” e, quatro anos mais tarde, chegou a ocupar a secretaria de Comunicação Social no governo Moreira Franco, mas voltou para o jornal da família Marinho em 1989, como editor da coluna “Swann”, que mais tarde, foi transformada em “Boechat”.

Mais do SFn